RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA
Realmente, o assunto Baiano Candinho despertou grande interesse em nossos leitores. Olhem só a verdadeira relíquia que nos chega através do meu amigo e parceiro de cavalgadas Marco Aurélio Angeli, carinhosamente cohecido como Zoreia, um dos homens mais campeiros deste Rio Grande. O flagrante é um retrato, talvez único, onde aparece Baiano Candinho (o penúltimo sentado a direita). Tal chapa, segundo a saudosa avó do Marco Aurélio, foi por ocasião de uma eleição. O que podemos concluir, é que estas pessoas (reparem as vestimentas) faziam parte do famoso Esquadrão Josaphat durante a Revolução Federalista aonde Candinho era o grande líder na região de Três Forquilhas. Tal foto faz parte do acervo do Marco Aurélio.

COMEÇANDO A LIDA BLOGUEIRA COM:

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

REPONTANDO DATAS / 15 FEVEREIRO


Num dia 15 de fevereiro, do ano de 1933, nascia em São Jorge da Mulada, São Francisco de Paula, aquele que é considerado um dos maiores acordeonistas do Estado, ou seja, Adelar Bertussi e que ao lado de seu irmão Honeyde Bertussi formou a primeira dupla de gaiteiros do Brasil sendo os precursores da chamada música de baile, ou fandangueira. Os Irmãos Bertussi marcaram uma época de ouro da musicalidade rio-grandense e servem de luz a centenas de músicos que carregam o mesmo estilo alegre, com letras simples mas de mensagens profundas. Adelar, hoje, divide seu tempo entre Curitiba e Caxias do Sul, sempre acompanhado de sua inseparável cordeona.    
 
Adelar Bertussi. Ao fundo a casa principal da Fazenda da Mulada