RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA
No dia 09 de dez, às 19 hs, na Câmara de Vereadores de "São Chico", esterei recebendo o título de CIDADÃO BENEMÉRITO DE SÃO FRANCISCO DE PAULA. Sua presença será uma honra para mim.

COMEÇANDO A LIDA BLOGUEIRA

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

SUBINDO A SERRA. VAMOS?




 
   
 
 
 

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

DICIONÁRIO DE REGIONALISMO GAÚCHO


Um dos livros mais importantes e mais vendidos da Editora Martins Livreiro tem a autoria dos irmãos, meus conterrâneos, Zeno Cardoso Nunes e Rui Cardoso Nunes.
 
Nesta obra os filhos de São Francisco de Paula traduzem centenas de palavras usuais nas terminologias do homem do campo e que migraram para o vocabulário dos gaúchos.
 
Seguidamente colocamos em nosso blog uma palavra, seu adjetivo, sinônimo, e postamos um exemplo.
 
A palavra de hoje é  ACHICAR-SE. Significa: Ter medo; apequenar-se; recuar; encolher-se; respeitar por temor; calar-se por conveniência.
 
Exemplo: O Supremo Tribunal Federal, ontem, em relação ao Presidente do Senado Renan Calheiros.

Em tempo: Aviso aos Oficiais de Justiça que diariamente batem a minha porta que não os receberei mais. Não insistam.

 
 
 

NÓS ESTÁVAMOS LÁ


Sou proprietário de uma cadeira na Arena. Ontem a noite, como não conseguimos um segundo ingresso, abri mão de meu lugar para minha filha, a Mari (Mariana), que há 15 anos não bombeava um título. Eu, já presenciei muitas vitórias (e derrotas) do Grêmio, a começar pela primeira destas incomparáveis cinco Copas do Brasil. Em 1989 eu estava lá no velho e legendário Olímpico.
 
E o que ela fez? Imprimiu nossas fotos (minha e dos guris que estão na Austrália) e nos "levou" juntos.
 
Assim, com alegria, com brincadeiras saudáveis, com demonstrações de carinho é que o futebol deve ser encarado.
 
Valeu Grêmio! Valeu Mari! 
 
Léo Ribeiro

Thiago

Lucas
 
 
 


quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

AO MESTRE ALBINO MANIQUE



Esta letra escrevemos em homenagem ao grande gaiteiro Albino Manique (77). Tal composição foi musicada pelo meu amigo e conterrâneo e gravada no mais recente trabalho do grupo Os Mirins, o qual é o grande líder. Para nossa alegria a obra vem fazendo enorme sucesso.
 
GAITEIRO GAÚCHO
(Léo Ribeiro)
 
Da minha cordeona que aos poucos se fecha
ganhei esta mecha de branco nas crinas
e antes que a gaita se vá pro estojo
eu sugo o apojo de um som que termina.
 
Comparo meu corpo com a gaita cansada
por léguas d’estrada, noitadas sem fim,
pois trago nas veias gaitaços malevas
e a gaita carrega pedaços de mim.
 
Sou resto de baile com sol na janela,
sou tecla amarela encardida do tempo.
Gaiteiro gaúcho, moirão de invernada,
de casca lanhada mas firme por dentro.
 
Na beira do fogo forjei amizades
sem ter vaidades, pachola e contente,
pra mim dá no mesmo tocar sem ter lucro
ou num baile xucro tapado de gente.
 
Mas coisas tão minhas ganhei nos floreios,
farranchos, rodeios, cirandas da vida
levando alegria tirei meu sustento,
bendito instrumento parceiro de lida.
 
Sou resto de baile com sol na janela,
sou tecla amarela encardida do tempo.
Gaiteiro gaúcho, moirão de invernada,
de casca lanhada mas firme por dentro.
 
Levei no meu canto de pura linhagem
terrunhas mensagens de guerra e de amor
abrindo este foles, mesmo na velhice,
é como se abrisse no campo uma flor.
 
Eu sei que a saudade jamais envelhece
por isso nas preces eu peço uma luz
pra qu’eu não esqueça dos tempos tão lindos
cordeona se abrindo e os braços em cruz.
 
  

NOVA COORDENADORIA DA PRIMEIRA RT


Nominata da chapa eleita para a coordenadoria da primeira região tradicionalista, 2017. 
 
COORDENADORIA 2017
LUIZ HENRIQUE LAMAISON
CTG LAÇO DA QUERÊNCIA
COORDENADOR
EDISON DA SILVA FAGUNDES
CTG CARRETEIROS DA SAUDADE
1º VICE-COORDENADOR
CESAR JOSE TOMAZZINI LISCANO
CTG ESTÂNCIA DE AZENHA
SECRETÁRIO
PAULO ROBERTO VILLA VERDE
CTG LAÇO DA AMIZADE
TESOUREIRO
 
 
CONSELHEIROS TITULARES
ENTIDADE
AMAURI MORAES
CTG TIARAYU
DOBRASIL RENATO MELO DO NASCIMEMTO
DTG LENÇO COLORADO
JOELCI  ALPE GUIMARÃES
CTG CARRETEIROS DA SAUDADE
ALBENI CARMO DE OLIVEIRA
35 CTG
LILIAN PEREIRA DIAS OURIQUE
CTG CHALEIRA PRETA
LUIZ CARLOS SANTOS DE SOUZA
CTG LAÇO DA AMIZADE
MARIA EDITE ANTUNES FERREIRA CALEGARO
CTG CHIMANGOS
DIEGO TIMM DE SOUZA
CTG RANCHO DA SAUDADE
PAULO ROBERTO ROSSAL GUIMARÃES
CTG VAQUEANOS DA TRADIÇÃO
ELOIM PEREIRA
CTG CHALEIRA PRETA
CONSELHEIROS SUPLENTES
ENTIDADE
ROBERTO RIBEIRO JOST
CTG LAÇO DA AMIZADE
CLAUDIO OURIQUE
CTG PEALO DA ESTÂNCIA
GLADIS MARIA GEDEÃO PINHEIRO
CTG TIARAYU
 
  
CONSELHO FISCAL 2017
CONSELHEIROS TITULARES
ENTIDADE
ANA MARTA POCHMANN
DTG GAÚCHOS DO SÃO JOSÉ
CARLOS AUGUSTO DA SILVA ALVES
CTG DARCI FAGUNDES
MARIANA ROXO MATUSIAK
CTG TIARAYU
CONSELHEIROS SUPLENTES
ENTIDADE
JAIR CONÇALVES PERALTA
CTG TIARAYU
GELSON DA SILVA OLIVEIRA
CTG GILDO DE FREITAS
AROLDO BORGES
CTG PORTEIRA DA TRADIÇÃO
 
 
CONSELHO ética 2017
CONSELHEIROS TITULARES
ENTIDADE
TARCISO DE CASSIO DA CUNHA
CTG PORTEIRA DA RESTINGA
VITOR POCHMANN
DTG GAÚCHOS DO SÃO JOSÉ
VALDECIR CHAMURRO
CTG LANCEIROS DA ZONA SUL
CONSELHEIROS SUPLENTES
 
MARCIA ARINE GEHRES MORAES
CTG TIARAYU
SINVAL JOSÉ DA SILVEIRA JUNIOR
CTG TIARAYU
LAIRTON ZAGONEL
CTG CARRETEIROS DA SAUDADE

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

COMUNGANDO



CD “Comungando”, disco que traz letras do poeta Giba Trindade, musicadas e interpretadas pelo cantor Volmir Coelho.
 
O álbum é composto por 12 obras, cujas letras e melodias, impregnadas da simplicidade campeira, confraternizam simultaneamente com a modernidade que nos é imposta pelos grandes centros. Com a permissão dos protagonistas, gostaria de destacar as músicas “Cheiro de Campo” (1), “Florescer” (2) que tem a fantástica participação da cantora Alana Moraes, “Ruminando” (3), a faixa título “Comungando”(6) e “Santa Pampa” (9), que conta com participação do flautista Paulo Garfunkel.  Outro artista que empresta seu talento ao CD é o exímio violonista Gabriel Selvage, que atua em 10 das 12 faixas.
Sobre a interpretação de Volmir Coelho, não canso de enfatizar o quanto admiro sua forma especial de cantar, que sempre transmite autenticidade, emoção e credibilidade. Em “Comungando” não é diferente.
Este é um disco daqueles que nos convida a cevar um chimarrão e escutar da primeira à última música, num ritual que nos fará sorver sentimentos e alimentar a alma.
O primeiro espetáculo de lançamento do disco, acontecerá no Alegrete, dia 16 de dezembro, na “Me Gusta Parilla”.
Depois, o CD estará á disposição do público nas seguintes ocasiões:
17/12: Show em Santana do Livramento
20/01:  Show em Vacaria
21/01: Show em Passo Fundo
Os shows seguem o mesmo conceito do CD, com repertório num tom mais intimista, onde a proximidade do artista com o público é o grande diferencial.
De 22 a 31 de janeiro de 2017,  Giba Trindade e Volmir Coelho estarão em Porto Alegre, a disposição das emissoras de rádio e TV, da capital e região metropolitana, para entrevistas e participações. 
Convites para shows de lançamento em bares, também são bem vindos.
Interessados, façam contato comigo, aqui mesmo pelo blog, pelo email jairoreis2@gmail.comou ainda pelo Facebook Jairo Reis Festivais.
Já estão agendados os seguinte compromissos:
23/01:  Porto Alegre - Programa Alma de Campo - Rádio Sul Net – 10h
23/01: Porto Alegre - Programa Chasque do Sul – Rádio Tertúlia – 15h
24/01: Caxias do Sul – Programa Batendo Estribo – Rádio Clarim Farrapo – 16h
25/01:Porto Alegre - Rádio Quero-Quero - 10h
25/01: Porto Alegre – Gravação Rádio Bandeirantes - 20h
Domingo, 28 de janeiro, Giba Trindade e Volmir Coelho estarão chimarreando comigo no programa Do Litoral à Fronteira, das 6h as 8h da manhã, na Rádio Bandeirantes. 

GENTE GAÚCHA PRODUÇÕES E EVENTOS
 Fones:  (51) 9602.6839 (WhatsApp)
              (51) 9563.4304 (WhatsApp)
 E-mail:  gentegaucha@gmail.com


 

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

TIRA O SOFÁ DA SALA



 
Relutei um pouco em fazer esta postagem pelo fato de não estar convicto sobre o que seria o melhor para duas instituições voltadas para a cultura de nosso Estado que chegaram ao fim. Acho que agora tomei posição.
 
Me refiro ao fechamento das Fundações do Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore e da TV Educativa  (incluindo a Rádio Cultura), por parte do governador José Ivo Sartori.
 
Na  verdade eu deveria estar espraguejando, maldizendo tal atitude do governante mas nem ânimo para isso eu tive, tudo em face de que, no meu pensar, tais fundações não vinham realizando as finalidades para as quais foram constituídas. 
 
No frigir dos ovos, há longos anos, estes departamentos culturais vinham servindo mais como cabide de empregos políticos do que qualquer outra coisa. Daí a minha relutância em defende-las.   
 
Para se ter uma ideia, o IGTF possui dois funcionários concursados e sete Cargos Comissionados (CCs) e o que percebemos, há várias gestões, é uma total inoperância. Contam que na TVE a coisa é ainda pior. Falta cadeiras para tantos funcionários. É sabido que muito desta inatividade é oriunda da falta de verbas e incentivos mas, de toda a forma, a criatividade que poderia driblar a crise não existe nestes setores.
 
Contudo, pensando mais a lo largo, chegamos a conclusão que a cultura não tem culpa se tais órgãos não atendem as proposições almejadas lá na sua criação.
 
E será que a economia com as extinções destas fundações será tão grande assim?
 
Acho que esta história toda está muito parecida com aquela do pai ciumento que manda tirar o sofá da sala para que sua filha não namore mais.
 
 
  

domingo, 4 de dezembro de 2016

REPONTANDO DATAS - 04 DE DEZEMBRO


MORREM GILDO DE FREITAS, TEIXEIRINHA 
E VILMAR ROMERA
 
No inverno de 1958, durante um jantar festivo por parte da direção e funcionários da Viação Férrea na churrascaria Gaúcha de Aquiles Magro, apresentou-se a dupla de cantores Gildo de Freitas na gaita e Teixeirinha no violão que, por vezes faziam parcerias. Notam-se que ambos estão sem pilcha e Teixeirinha usava terno e gravata (Paulo Roberto Magro).
 
Por Israel Lopes. Advogado, escritor e pesquisador Sãoborjense
 

4 DE DEZEMBRO - DIA DO ARTISTA REGIONALISTA GAÚCHO(PATRONO TEIXEIRINHA) E DIA DO TROVADOR GAUCHESCO(PATRONO GILDO DE FREITAS)

Teixeirinha e Gildo de Freitas, os Dois Ícones do Regionalismo Gaúcho, em janeiro de 1989 receberam essa significativa homenagem. A Assembléia Legislativo do Estado aprovou a LEI ESTADUAL Nº 8.814, de autoria do então Deputado e Poeta Joaquim Moncks, que fixou o Dia 4 de Dezembro como Dia do Trovador Gauchesco (Patrono GILDO DE FEITAS) e Dia do Artista Regionalista (Patrono TEIXEIRINHA). Esta Lei teve a iniciativa e o trabalho de pesquisa para o projeto de Lei, realizados pelo tradicionalista Paulo Roberto De Fraga Cirne, sendo o material apresentado para aprovação do então Deputado Joaquim Moncks

A ASSOCIAÇÃO DE TROVADORES LUIZ MÜLLER, de Sapucaia do Sul, foi criada no mesmo ano, 1989, e também todos os anos faz reverências a data, com homenagens aos dois vates e também ao trovador Mário Bandeira, Patrono Espiritual da Entidade, que também faleceu no dia 4 de dezembro.


Então, nesta data, a nossa reverência a esses Artistas da Música Regionalista. Gildo de Freitas faleceu em 4 de dezembro de 1983 e Teixeirinha faleceu em 4 de dezembro de 1985. Eles continuam sendo DOIS GRANDES representantes da MÚSICA REGIONALISTA DO RIO GRANDE DO SUL. Não só no Rio Grande do Sul, mas no BRASIL. Também nossa reverência ao saudoso trovador Mário Bandeira.


Também num dia 04 de dezembro, do ano de 2014, morria o grande tradicionalista, apresentador e um dos maiores incentivadores da Cavalgada do Mar, sendo seu comandante a partir da 5ª edição, Vilmar Romera.
 
 
 


ENCERRAMENTO COM CHAVE DE OURO


Eloisa Porazza, Flavio Luiz Garcia, Gargione Ávila, José Luiz dos Santos
José Dirceu Dutra, Afrânio Marchi, João Antunes e Renato Schorr,
Foram alguns dos premiados presentes no ato.
 
Apesar da chuva torrencial, foi concorrido o Sarau de encerramento das atividades de 2016 da Estância da Poesia Crioula, acontecido ontem a tarde, no CTG Estância da Azenha, em Porto Alegre. Dentro de um clima de muita consternação pelos acontecidos em Chapecó mas com a espiritualidade aflorando e com muito telurismo poético, fato que caracteriza a EPC, o evento foi coroado de êxitos.
 
Entre recitações e depoimentos de diversos vates presentes, o músico Miro Saldanha cantou seus maiores sucessos.   
 
Parabéns a diretoria da Academia Xucra do Rio Grande pela organização. Gracias aos poetas que vieram de São Miguel das Missões, Bossoroca, Santo Ângelo, Santa Maria, Rio Grande, e de muitos lugares deste Rio Grande velho para esta confraternização. E até o ano de 2017.
 
 
 
 
       

sábado, 3 de dezembro de 2016

DE VOLTA AO LAR


 
Estamos assistindo, neste momento, a chegada dos corpos a Chapecó sob chuva de lágrimas do céu. Que cena triste. Emocionante. - Sejam bem-vindos, meninos, de volta à casa (linda frase de Galvão Bueno).
 
 
 


HOJE A TARDE, ÚLTIMO SARAU DO ANO


DA ESTÂNCIA DA POESIA CRIOULA
 
 
Nas imagens dos retratos, alguns dos vates que estarão presentes no último sarau do ano da Estância da Poesia Crioula. Além destes, diversos poetas e poetisas da diretoria, associados e convidados se farão presentes no CTG Estância da Azenha (Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 155 - Porto Alegre), não podendo deixar de destacar os nomes de Ubirajara Anchieta (presidente) e Cândido Brasil (secretário) que não aparecem nas fotos..
 

 
Também estarão no sarau de final de sano os escritores que fizeram jus às premiações do Concurso de Causos Apparício Silva Rillo e de Poesias Jayme Caetano Braun. Assim, encerra-se mais um ano de intensas atividades desta querida Academia Xucra do Rio Grande.
 
 
 
 
   

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

SAINDO DO FORNO


 
Olhem aí, meus amigos Sebastião Teixeira Correa (Poeta Destaque), Paulo Ricardo Fuchina dos Santos (Declamador Destaque) e Zulmar Benitez (Amadrinhador Destaque) o Troféu Antônio Augusto Tocaio Ferreira, uma promoção do Blog do Léo Ribeiro, para os melhores dos festivais poéticos de 2016 chegando da fábrica.

Na boca da semana que vem estarão chegando no rancho de vocês....

Parabéns, mais uma vez.





quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

PROGRAMA DO LITORAL A FRONTEIRA


COMPLETA TRÊS ANOS NO AR
 
Léo Ribeiro, Nair Terezinha, Jairo Reis e Tomáz Schuch
 

O dia de hoje registra mais um dos tantos momentos inesquecíveis da minha trajetória no Rádio.
No dia 1º de dezembro de 2013, eu iniciava uma nova jornada, desta feita na Rádio Bandeirantes AM 640/FM 94,9, emissora na qual passei a comandar o programa Do Litoral a Fronteira, aos domingos, das 6h ás 8h da manhã.
Estavam comigo naquele 03 de dezembro de 2013, os meus irmãos Léo Ribeiro de Souza e Tomaz Augusto Schuch, além da cantora e amiga Nair Terezinha, aos quais agradeço por me amadrinharem desde a “abertura do brete”.   Ao longo destes três anos, tive o privilégio de vivenciar momentos de alegria, de emoção, de aprendizado e, principalmente, de companheirismo e amizade. A cada um dos amigos e amigas que deram “Oh de Casa” em nosso galpão”, que chimarrearam conosco ou que dedicaram alguns minutos do seu tempo para ouvirem o programa, deixo o meu mais sincero muito obrigado.
Agradeço de maneira especial à direção e aos colegas da emissora, pela parceria e por terem acreditado na nossa capacidade de trabalho.
Impossível não lembrar e principalmente, agradecer as empresas, entidades, eventos e amigos que valorizaram nosso trabalho, direcionando alguma forma de patrocínio.  Obrigado mesmo!!!
Ao amigo/irmão Léo Ribeiro, dirijo um especial “quebra-costelas” por ter prosseguido comigo nesta honrosa missão de divulgar a arte, a história e a cultura do Rio Grande.  Hoje o programa não é só meu, é nosso, Léo véio.
Não posso deixar de agradecer e de salientar a compreensão e o apoio fundamental da minha prenda Estelinha, dos meus filhos Gregório, Germano Guilherme e Laiana, do meu genro Renan, das minhas noras Dhani, Telma e Fran, e de todos os meus familiares.  Tamo garrado!!
Ao Patrão Velho lá de riba, dou “gracias” por me conceder saúde em quantia, parcos conhecimentos e um pouquito de talento para desempenhar este oficio que me traz tanta satisfação.
Se ele quiser, iremos comemorar muitos aniversários ainda, de vida e de programa.
 
Matéria extraída do blog do Jairo Reis. 
 
 
 

 

IRMANADOS NA DOR


 
Meu pai morreu no dia 04 de maio de 1994, ou seja, três dias após a morte de Ayrton Senna. No hospital, não esqueço uma frase que ele disse enquanto olhávamos a notícia da morte do piloto. - É ligeiro este Ayrton. Vai chegar no céu antes de mim.
 
Naturalmente que o Brasil e o mundo tinham seus olhos voltados para o grande ídolo nacional. Ninguém, além de nós e seus amigos, sabia quem era Bernardino Souza. Mas nem por isso fiquei magoado com o mundo, ou com Deus, pelo ostracismo da perda de meu Pai. Eu tinha a minha dor e isto me bastava.
 
Agora escuto e leio estarrecido pessoas comparando tragédias (nem estou falando do boçal Fernando Carvalho) e do absurdo que chegam alguns ao dizer que a grande mídia esta se "lavando" em cima do acidente da Chapecoense; outros dizem que há muitos morrendo de fome e que ninguém dá tamanha atenção; ou que no trânsito ou na violência urbana morrem mais do que na queda do avião. Cheguei ao ponto de ler que: "Não sei porque tanta consternação. Não foi com gente do Rio Grande do Sul". Como se o fator geográfico fosse mais importante que vidas humanas.
 
Numa hora destas devemos nos irmanar na dor. Agruras existem no mundo todo, a toda hora, mas este é o momento destes familiares. Quem pensar diferente que, ao menos, se dê ao respeito.        
 
 
 
 

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

O "SE" NÃO EXISTE PARA O DESTINO


SE o grande goleiro Danilo não tivesse defendido aquele chute a queima roupa no último minuto da partida contra o San Lorenço a Chapecoense não teria se classificado para a final da Copa Sul Americana, não teria viajado, não estaríamos aqui com a alma em pedaços, não...
 
Ocorre que, para o destino de cada um de nós, ao chegar a nossa hora, o SE não existe.
 
Portanto, não espere pelo SE para dizer as pessoas o quanto elas são importantes para você.
 
Mais um dia de luto.
 
 
 
 
 
  

terça-feira, 29 de novembro de 2016

BLOG DE LUTO


 
Em sinal de reverência e tristeza com o acidente que vitimou nossos irmãos catarinenses da cidade de Chapecó, jogadores, dirigentes, jornalistas, num acontecido que atinge a todos nós, deixamos de postar nossas matérias de hoje. Em seu lugar fica este desenho de nossa marca intitulado Luto Fechado, onde corpo e alma tornam-se cinzentos com a perda de algum ente querido.
 
Nossa solidariedade e nossos mais profundos sentimentos a todos os familiares e amigos.
 
 
 
 
 
 

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

9º FESTIVAL DO COOPERATIVISMO


RESULTADO
 
Nilton Ferreira interpretou a canção vencedora

Cerca de três mil pessoas compareceram ao Complexo Poliesportivo de Campo Novo, na região celeiro do Rio Grande do Sul, onde o Sescoop/RS realizou na noite de sábado, 26/11, a 9ª edição do Festival Rio Grande Canta o Cooperativismo.

Após a apresentação das dez finalistas, o público pode prestigiar o show do grupo Tchê Barbaridade.

 
As músicas premiadas no festival 2016, são:

 
Primeiro Lugar: CHASQUE PARA UM GUITARREIRO
Ritmo: MILONGA CORRALERA
Letra: FLAUBIANO LIMA
Melodia: ZULMAR BENITEZ
Interpretação: NILTON FERREIRA

Segundo Lugar: NOSSA GENTE PENSA ASSIM

Ritmo: CANÇÃO
Letra: CARLOS OMAR VILLELA GOMES    
Melodia: PIERO ERENO
Interpretação: MARIA HELENA ANVERSA
 
Terceiro Lugar: UNINDO SONHOS
Ritmo: CHACARERA
Letra: CAIO MARTINES    
Melodia: MATHEUS ALVES
Interpretação: SHANA MULLER e CAIO MARTINEZ

Quarto Lugar: SUSTENTÁVEL
Ritmo: CANÇÃO
Letra: RÔMULO CHAVES    
Melodia: NILTON JUNIOR DA SILVEIRA
Interpretação: CHICO SARATT

Quinto Lugar: COM O CORAÇÃO

Ritmo: CANÇÃO
Letra: JEAN KIRCHOFF
Melodia: JEAN KIRCHOFF
Interpretação: GRUPO MAS BAH

Sexto Lugar: APENAS PENAS

Ritmo: CHAMAMÉ
Letra: VOLMIR COELHO
Melodia: VOLMIR COELHO/NIRION MACHADO 
Interpretação:  VOLMIR COELHO

Sétimo Lugar: HARMONIZANDO Ritmo: CHAMAMÉ
Letra:  JARDEL BRAGA/JOSÉ LUIZ REICHERT
Melodia:  JARDEL BRAGA/JOSÉ LUIZ REICHERT
Interpretação: RODRIGO GONÇALVES

Oitavo Lugar:  AS PORTAS ESTÃO ABERTAS

Ritmo: VANEIRA        
Letra: CAIO MARTINEZ    
Melodia: MATHEUS ALVES
Interpretação: ITA CUNHA

Nono Lugar:  A CANÇÃO DO FUTURO

Ritmo: CANÇÃO
Letra: PIERO ERENO
Melodia: PIERO ERENO
Interpretação:  JEAN KIRCHOFF


Décimo Lugar: DE VIVER E COOPERAR

Ritmo: CANÇÃO
Letra: CARLOS OMAR VILLELA GOMES
Melodia:  ÉMERSON/ARISON MARTINS
Interpretação:  GISELE GUIMARÃES



Mais Popular:  HARMONIZANDO
Ritmo: CHAMAMÉ
Letra:  JARDEL BRAGA/JOSÉ LUIZ REICHERT
Melodia: JARDEL BRAGA/JOSÉ LUIZ REICHERT
Interpretação: RORIGO GONÇALVES
 
Fonte: Blog Ronda dos Festivais / Jairo Reis