RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA
Inscrições até o dia 1º de julho pelo e-mail: tertuliamaconica@outlook.com

COMEÇANDO A LIDA BLOGUEIRA

sexta-feira, 24 de junho de 2016

COMEÇA AMANHÃ


 
 
Começa amanhã, dia 25 de junho, o aniversário da Estância da Poesia Crioula que comemora seus 59 anos de fundação com o 60ª Rodeio Poético, será um momento impar.
 
Local: Auditório Fundação Pão dos Pobres. Rua República, 801 - Cidade Baixa Porto Alegre.

Aqui a programação Oficial do 60º Rodeio de Poetas, da Estância da Poesia Crioula. Contamos com suas presenças.

Apresentadores: Adão Quevedo e Silvana Giovanini 

Sábado, dia 25:

14:00 h – Abertura: Palavra do Presidente
14:15 h – Homenagem ao Patrono Espiritual Poeta Dimas Costa - Panegírico: Yara Costa, filha do poeta
14:45 h – Espetáculo Poético/Declamação: Vitória Gomes e Gean Vachols
15:00 h – Resultado do Concurso Literário do 1º semestre 2016: Concurso de Poesia “Simões Lopes Neto”
Lançamento dos Concursos Literários do 2º Semestre 2016: – 4º Concurso de Poesia Gauchesca “Jayme Caetano Braun” – 4º Concurso de Causo Gauchesco “Apparicio Silva Rillo”
15:15 h – Troféu Honra ao Mérito - Homenagem Especial aos colaboradores da EPC na Gestão 2014/2016
15:30 h – Diplomação de Novos Sócios
15:45 h – Espetáculo Poético/Declamação: Ana Julia Guimarães e Luiza de Lima Gai
16:00 h – Prestação de Contas da Gestão 2012/2014
16:15 h – Descerramento da Foto do Presidente Wilson Tubino para a Galeria de Presidentes
16:20 h – Espetáculo Musical: Vladimir Tubino
16:30 h – Eleição e Posse da Nova Diretoria da Estância da Poesia Crioula Bi-Ênio 2016/2018
16:45 h – Medalha Vargas Neto 2016 aos Poetas: Dimas Noguês Costa, Tadeu Martins e Wilson Tubino
17:30 h – Espetáculo Musical: Erlon Péricles
18:00 h – Encerramento 

Domingo, dia 26:

10:00 h – Romaria da Saudade na Sesmaria do Infinito, junto à “Pedra da Memória”- Homenagem aos vates falecidos.
12:30 h – Almoço de Confraternização na Churrascaria Estrela Gaúcha – Av. Getúlio Vargas, 1243 – Bairro Menino Deus – Porto Alegre/RS
13:30 h – Premiação dos Concursos Literários do 1º semestre: – Concurso de Poesia “Simões Lopes Neto”
14:30 h – Tertúlia Livre.
17:00 h – Encerramento do 60º Rodeio de Poetas Crioulos.
 
 
 

SESMARIA DA POESIA GAÚCHA


21ª QUADRA
 
 
ALGUNS TÓPICOS DO REGULAMENTO
 
Sesmaria da Poesia Gaúcha - 21ª Quadra
24 de setembro de 2016
Osório/RS
 
DO LOCAL E DATA
Art. 4º - O Festival será realizado no dia 24 de setembro de 2016 em Osório/RS na Câmara de Vereadores, situada na Av. Jorge Dariva, 1211 - Centro. Osório.
 
INSCRIÇÃO
Art. 6º - Cada autor poderá inscrever gratuitamente, número ilimitado de poesias, podendo classificar somente 1 (um) poema, até o dia 30 de junho de 2016, sendo esta data limite de postagem e remeter para o seguinte endereço - Associação Cultural Sesmaria - Rua Santos Dumont, 696 - Centro- CEP 95520-000 - Osório – RS. 
Parágrafo Único - As poesias poderão ser enviadas (word ou pdf) através do correio eletrônico:sesmariadapoesia@outlook.com juntamente com a ficha de inscrição totalmente preenchida (Não serão aceitas inscrições sem a ficha de inscrição anexa ao email).
Art. 7º - As poesias inscritas deverão ser inéditas, isto é, não publicadas em livros de festivais e/ou gravadas e que não tenham sido premiadas em festivais do gênero. 
Art. 11 - O concorrente, após inscrever seu trabalho, não poderá divulgá-lo até o final do evento. 
Art. 14 - O tempo de gravação de cada um dos trabalhos classificados não deverá exceder seis (6) minutos. 
Art. 15 - Encerrado o prazo para inscrições, a Comissão Avaliadora selecionará, dez (10) poesias, que integrarão o COMPACT DISC (CD), que será gravado no dia do evento e mais 3 poesias como suplentes. (estes poemas (suplentes) terão uma ajuda de custo)
 
TRIAGEM
Art. 16 - Após encerrar o prazo de inscrição, a Comissão julgadora selecionará as 10 (dez) poesias que serão declamadas na SESMARIA DA POESIA GAÚCHA 21ª QUADRA de Osório que integrarão o respectivo CD e DVD. Os concorrentes serão notificados, em tempo hábil, através de correspondência, telefone, email ou pela imprensa.
 
COMPETIÇÃO
Art 17 - O intérprete poderá participar de uma (1) poesia, sendo ou não de sua autoria.
Art 18 - O amadrinhador (Instrumentista) poderá participar de, no máximo, duas (2) poesias.
Art.19 - Cada declamador deverá se apresentar com seu próprio instrumentista(s).
Art. 20 - O poema poderá ser defendido em forma de dueto. 
Art. 21 - A apresentação da poesia no palco será de inteira responsabilidade do autor.
 
INDUMENTÁRIA
Art. 22 - O intérprete e os músicos deverão apresentar-se obrigatoriamente pilchados no palco com a indumentária típica do RS, sem descaracterização e deturpação.
 
DIA E HORA DA APRESENTAÇÃO
Art. 24 - As poesias classificadas deverão ser apresentadas no palco da SESMARIA DA POESIA GAÚCHA, na noite de 24 de setembro de 2016, às 20h00min.
 
DA PREMIAÇÃO
Art. 26 - A cada uma das poesias classificadas, e efetivamente declamada, sem leitura ou consulta ao respectivo texto no palco, será paga uma premiação pela classificação no valor de 800,00 (oitocentos reais). 
Art. 27 - O festival se compromete a efetuar os pagamentos das premiações, mas não estipula a forma de pagamento, podendo ser em dinheiro, cheque nominal ou similares.
 
CREDENCIAMENTO, ALIMENTAÇÃO, HOSPEDAGEM ACOMPANHANTES
Art. 29 – A hospedagem e alimentação dos participantes e acompanhantes será por conta dos mesmos.
Art. 30 - O Festival colocará a disposição dos participantes e acompanhantes almoço e janta, sendo pago pelos mesmos
 
PREMIAÇÃO
Art. 31 - Os vencedores da SESMARIA DA POESIA GAÚCHA 20ª QUADRA, farão jus a seguinte premiação:
1º Lugar Poesia: - Troféu Telmo de Lima Freitas + R$ 800,00
2º Lugar Poesia: - Troféu Telmo de Lima Freitas + R$ 600,00
3º Lugar Poesia: - Troféu Telmo de Lima Freitas + R$ 500,00
1º Lugar Intérprete: Troféu Telmo de Lima Freitas + R$ 800,00
2º Lugar Intérprete: Troféu Telmo de Lima Freitas + R$ 600,00
3º Lugar Intérprete: Troféu Telmo de Lima Freitas + R$ 500,00
1º Melhor Amadrinhador: Troféu Telmo de Lima Freitas + R$ 500,00
2º Melhor Amadrinhador: Troféu Telmo de Lima Freitas + R$ 300,00
3º Melhor Amadrinhador: Troféu Telmo de Lima Freitas + R$ 200,00
 
INTEGRANTES DA COMISSÃO JULGADORA
Art. 32 – A DEFINIR
 
INFORMAÇÕES POR TELEFONE: 
JULIO RIBAS - (51) 8606.6667


 
 
 


ENCONTRO DA COMISSÃO DE DECLAMADORES


DA 1ª REGIÃO TRADICIONALISTA 




quinta-feira, 23 de junho de 2016

VIOLAS AO SUL



25/6 – Lançamento do Projeto Violas ao Sul, espetáculo com Valdir Verona, Mário Tressoldi, Angelo Primon e Oly Jr. Show-espetáculo com quatro músicos sulinos que tem a viola de 10 cordas permeando seus trabalhos ao longo dos anos, e que juntos formam a linha evolutiva do instrumento, com canções autorais e clássicos do cancioneiro gaúcho e brasileiro, e da música contemporânea.

VALDIR VERONA | natural de Caxias do Sul, RS, é músico com mais de 25 anos de carreira profissional, tendo trabalhado ao longo desse tempo com apresentações musicais em diversos formatos: Solo, duos, trios, grupos, músico acompanhante, aulas de música, produções e direções musicais. Um dos maiores e mais atuantes representantes da viola no sul.
 
MÁRIO TRESSOLDI | arranjador, compositor, produtor musical, pesquisador da cultura do litoral norte do RS, integrante do grupo Chão de Areia, Bacharel em Música (Cordas) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, professor de violão, técnica vocal, teoria e harmonia funcional. É atualmente um dos compositores e músicos mais premiados nos festivais do Brasil.
 
ANGELO PRIMON | músico, compositor, produtor, destacado como um dos mais importantes instrumentistas de sua geração, com mais duas décadas, atuou ao lado de inúmeros artistas do Brasil e do Uruguai, tendo recebido o Prêmio Açorianos de Melhor Instrumentista em 2006 e 2008, pesquisa já há alguns anos as sonoridades orientais e populares, de instrumentos como a viola de dez cordas, viola de cocho, o oud árabe e o sitar indiano.
 
OLY JR. | cantautor, atuante na cena musical desde 1998, tem 11 discos lançados, quatro Prêmios Açorianos de Música (2010 e 2012), participou de festivais nacionais e internacionais de blues, em coletâneas musicais do gênero, funde milonga com blues, explorador da técnica do slide, reconhecido como um dos mais atuantes e originais da cena blues do Brasil.
 
 
 

TROPEIRISMO NAS ESCOLAS MUNICIPAIS


DE TAQUARA
 
 

LANÇAMENTO PROJETO TROPEIRISMO

Visando fomentar o estudo de uma das culturas que integram a história do estado do Rio Grande do Sul, em especial do município de Taquara, a Administração Municipal, através da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes lançam, nesta quinta-feira, 23, os projetos “Tropeirismo Geral” e “Tropeirismo nas Escolas Municipais”. O evento inicia às 8h15min, na sede social do CTG “O Fogão Gaúcho”, rua General Frota, 2030, com palestra de Valter Fraga Nunes e Marco Aurélio Angeli (foto).
 
créditos: Mateus Portal
 
            
Cronograma

Manhã:
8h15min – Credenciamento
8h30min - Abertura do Evento – Lançamento do Projeto
8h45min – Palestra: “Tropeirismo Geral” – Valter Fraga Nunes e Marco Aurélio Angeli
10h30min – Café Campeiro com prosa
10h45min – Palestra: “Tropeirismo nas Escolas Municipais” – Valter Fraga Nunes e Marco Aurélio Angeli

 
Tarde:
13h30min – Visita na Propriedade do Sr. Marco Aurélio Angeli

quarta-feira, 22 de junho de 2016

FRATERNIDADE GAÚCHA


FORMALIZA CONVITE AO MTG

Patrão do Fraternidade Gaúcha Paulo Moreira, Presidente do MTG Nairo Callegaro
e Coordenador da Tertúlia Maçônica Léo Ribeiro
 
 
O Grupo Tradicionalista Fraternidade Gaúcha, braço cultural gaudério do Grande Oriente do Rio Grande do Sul, através de seu Patrão Paulo Moreira e de seu Diretor Cultural Léo Ribeiro, formalizaram, ontem a tarde, o convite ao Presidente do MTG Nairo Callegaro para que a entidade se faça presente na 6ª Tertúlia Maçônica da Poesia Crioula, a realizar-se no dia 13 de agosto de 2016, no Teatro do SESC (Av. Alberto Bins 665 - Centro Histórico de Porto Alegre) pois este Movimento que congrega o tradicionalismo no Rio Grande do Sul foi a entidade escolhida pelos organizadores do festival para ser homenageada na data em que completa meio século de fundação.
 
- Falamos com um Presidente receptivo, cordial, solícito, orgulhoso de sua função, sabedor das dificuldades mas mostrando ânimo para enfrenta-las, com muito diálogo e muito trabalho. Se disse honrado pelo convite pois gosta muito de poesia e vê neste evento uma manifestação cultural muito forte.
 
Então, minha gente, ficou atada a carreira.
 
 
 
  
 
 

terça-feira, 21 de junho de 2016

BAGUNÇA POUCA É BOBAGEM!


Prezado Sr. Léo Ribeiro,
 
A pedido do Vereador Bernardino, encaminhamos, abaixo, links de dois vídeos da manifestação do parlamentar sobre leis de sua autoria que não estão sendo cumpridas: os eventos Tertúlia Maçônica da Poesia Crioula ( Lei nº 11.332/12) e o Rodeio de Poetas Crioulos da Estância da Poesia Crioula (Lei nº  11.413/13) não estão nos calendários oficiais de Eventos e de Datas Comemorativas de Porto Alegre, conforme previsto nas referidas Leis.
 
Em anexo, também, cópia dos calendários retirados do site da Prefeitura.
 
Gabinete do Vereador Bernardino Vendruscolo
 
 
Nota do Blog:

Descaso, desorganização, despreparo, desrespeito, enfim, poderíamos tachar este ato da Prefeitura Municipal de Porto Alegre de dezenas de DES... A verdade é que a municipalidade da capital de todos os gaúchos não está nem aí para a cultura. Não sei porque ainda existe uma Secretaria com este nome...
 
Vejam, abaixo, uma pequena relação que constam do Calendário de Eventos da Cidade de Porto Alegre, nos meses de junho (quando acontece o Rodeio de Poetas da Estância da Poesia Crioula) e agosto (data da Tertúlia Maçônica da Poesia Crioula). Inexplicavelmente, estes dois eventos foram extirpados desta briosa relação.     
 
junho
 
De 5 a 13 Semana Municipal do Skatista
Dia 9 Dia do Funk
Dia 10 Dia do Pastor
Dia 21 Dia da Conscientização e Divulgação da Mucoviscidose (Fibrose Cística)
De 21 a 30 Período para Divulgação e Incremento do Consumo do Arroz de Carreteiro e do Charque
Dia 24 Dia Municipal do Gibi João Mottini
Dia 6 Dia do Acemista
 
agosto
 
Na semana do dia 14 Semana do Orgulho Periférico,
Dia 18 Dia do Imigrante Japonês
Terceiro domingo Dia Municipal do Vizinho
Dia 19 Dia da Visibilidade Lésbica
 
Esta é a nossa gloriosa Prefeitura Municipal da cidade de Porto Alegre, minha gente. Mas as eleições estão chegando....
 
 
 
 
 
 

segunda-feira, 20 de junho de 2016

ACAMPAMENTO FARROUPILHA 2016


CRONOGRAMA
 
A Coordenação de Tradição e Folclore da Secretaria da Cultura de Porto Alegre divulgou nesta segunda-feira, 20, o cronograma do Acampamento Farroupilha 2016. O evento está programado para iniciar dia 7 de setembro com encerramento no dia 20 de setembro. Conforme o coordenador de Tradição e Folclore, Giovani Tubino, as entidades estão convocadas para o dia 4 de julho, para reunião geral, onde será divulgado o regulamento, as regras dos bombeiros e demais esclarecimentos.

Cronograma
04 de julho - 20h - Reunião-geral com acampados para divulgação do Regulamento 2016, regras dos bombeiros e ainda esclarecimentos gerais. Comparecimento obrigatório dos patrões das entidades.
Local: Centro de Eventos Casa do Gaúcho no Parque da Harmonia.

Inscrições
De 11 a 15 de julho - Período de inscrições do Acampamento 2016
Local: Usina do Gasômetro das 9h às 12h e das 13h30 às 17h.

Requisitos para inscrição
1- Alvará do ano anterior, assinado e sem penalidades;
2- Projeto Cultural a ser desenvolvido no evento, com data e horário, impresso e em mídia;
3- Ata atual da Patronagem;
4- Comprovação de filiação a uma associação (1ª RT, Acamparh, Aspergs, MTG), ou então comprovação de CNPJ da entidade;
5- Comprovação de dois integrantes, pelo menos um com curso de prevenção de incêndio com certificado válido.
6- Comprovação de depósito do valor correspondente ao pagamento da conta de energia elétrica.

Para as entidades novas que pretendem espaços no Acampamento Farroupilha 2016, além destes requisitos deve acrescentar a Ata de Fundação da Entidade.

Obs.: Hoje não existem vagas para novas entidades, pois, a Comissão deverá determinar a quantidade de vagas a partir do término do período de inscrições.

Montagem e Desmontagem do Acampamento
Período oficial do evento:  de 7até 20 de setembro.
Período de Montagem: de 20 de agosto até 2 de setembro
Vistoria dos Bombeiros: De 2 até 6 de setembro
Período de desmontagem: de 21 até 30 de novembro

/acampamento_farroupilha
Texto de: Cleber Saydelles
Edição de: Manuel Petrik
 
 
 

MIL GRACIAS, EPC!



Estamos mais faceiros do que égua com dois potrilhos! O motivo? Fomos lembrados para uma bela homenagem por ocasião do 60º Rodeio de Poetas da Estância da Poesia Crioula, a Academia Xucra do Rio Grande, que acontece agora, sábado, dia 25 de junho, no Auditório do Pão Dos Pobres.
 
Fazer um trabalho reto como goela de João Grande, imparcial e dedicado é a nossa missão cultural. O reconhecimento vem automático, mas sempre nos incentiva a continuar mesmo diante das intempéries naturais para quem lida exclusivamente com as nossas tradições. 
 
Mil gracias, Estância da Poesia Crioula.
 



domingo, 19 de junho de 2016

CRONOLOGIA DO MAIOR TROVADOR GAÚCHO


QUE NO DIA DE HOJE COMEMORARIA ANIVERSÁRIO 


  • 1919 - Em 19 de junho, nasce em Porto Alegre, no bairro Passo D'Areia.
  • 1931 - Gildo foge de casa pela primeira vez, aos 12 anos.
  • 1937 - É tido como desertor, por não ter se apresentado à convocação militar. Envolve-se na primeira briga séria, onde morre um jovem amigo. Primeira prisão. Cria ódio da polícia.
  • 1941 - Casamento com dona Carminha. Passa a ter morada fixa no bairro de Niterói, em Canoas. Continuam os contratempos com a polícia.
  • 1944 - Nasce o primeiro filho depois de dois perdidos. Gildo começa a viajar bastante e a ser reconhecido como trovador. A polícia mantém-se em cima.
  • 1949 - Trovador com fama ascendente em todo o Rio Grande do Sul, desaparece de casa e reaparece na fronteira gaúcha. Em longa temporada passada no Alegrete, mal consegue caminhar, com problema de paralisia nas pernas.
  • 1950/51 - Em São Borja, conhece Getúlio Vargas e entra em sua campanha política. Param as perseguições policiais. Primeira viagem ao Rio de Janeiro.
  • 1953/54 - Faz fama como trovador nos programas de rádio ao vivo em Porto Alegre. Volta à viver no bairro Passo D'Areia com a família.
  • 1955 - Encontro e identificação como Teixeirinha. Muitas viagens. Mudança para o bairro Passo do Feijó e abertura do primeiro bolicho.
  • 1956/60 - Torna-se a maior atração do programa Grande Rodeio Coringa, nos domingos à noite. Mais viagens com Teixeirinha.
  • 1961/62 - Declínio dos programas de rádio ao vivo, televisão começando. Gildo resolve largar de mão a "cantoria" e inventa de criar porcos.
  • 1963 - Viagem a São Paulo para gravar o primeiro disco.
  • 1964 - É lançado o primeiro LP. Em meados do ano é "convidado" a prestar depoimento sobre suas ligações com o trabalhismo.
  • 1965 - Início da célebre disputa com Teixeirinha através dos discos. Jango o convida para viver no Uruguai e ele não aceita.
  • 1970/77 - Várias internações em hospitais, sucesso popular das gravações, muitas viagens. A "briga" com Teixeirinha chega ao auge. Mudança para Viamão.
  • 1978 - Inaugura em Viamão a Churrascaria Gildo de Freitas e dá início aos bailões.
  • 1982 - Grava o último disco, para a mesma gravadora dos outros todos, a Continental.
  • 1982 - Última internação em hospital, últimas aparições públicas em programas de televisão. Morte em 4 de dezembro.



  • REPONTANDO DATAS / 19 JUNHO


    COMBATE DA PONTE DO RIO IBIRAPUITÃ
     
     

    No Inverno de junho 1923, ocorreu um dos principais conflitos da Revolução de 23, o combate na ponte do rio Ibirapuitã na cidade de Alegrete. De um lado os Maragatos comandados pelo General Honório Lemes, o Leão do Caverá; a frente do 2º Corpo do Exército Libertador tendo a seu comando entre outros, Batista Luzardo, o ultimo Caudilho e os irmãos Timbauvas, que criaram fama pela sua coragem. De outro lado os Chimangos comandados pelo então Coronel Flores da Cunha, a frente da “Brigada do Oeste”, entre seus subordinados estavam Nepobuceno Saraiva, filho de Aparício Saraiva, o qual havia sido contratado com a sua tropa constituída de Uruguaios pelo governo de Borges de Medeiros para reforçar as tropas chimangas, o alegretense Tenente-coronel Osvaldo Aranha, os santanenses, Coronéis Sinhô Cunha e Pequeno Pedroso, assim como vários outros santanenses, civis e componentes do 2º de Cavalaria da Brigada Militar. Após vários combates, entreveros e chamuscadas, entre as tropas governistas e revoltosas, num inverno muito frio e chuvoso, as tropas de Honório Lemes, chegam a Alegrete, em 18 de junho, onde são recebidos pelo comandante da 2ª Divisão de Cavalaria do Exército Brasileiro, o qual mostra as áreas neutras em caso de conflitos. Os seus oficiais são recebidos com festas, bailes e jantares pela comunidade alegretense declarada de maioria maragata, ficando a sua tropa acampada no Capão do Angico. Durante a noite o General Honório Lemes recebe um chasque informando sobre a aproximação em marcha forçada das tropas do Coronel Flores da Cunha de imediato mandou reunir suas tropas no acampamento. Durante a discussão do emprego da tática a ser empregada, foi proposto a destruição da ponte, o que não foi aceito pelo General Honório Lemes que queria inicialmente apenas atrair as forças governistas para a Serra do Caverá, onde era profundo conhecedor do terreno, devido a sua vasta experiência como tropeiro naquela região, resolveu então colocar na vanguarda uma força simbólica comandada pelos irmãos Timbauvas, na entrada da cidade. 


    De um outro lado, o Coronel Flores da Cunha, após combater na Picada do Aipo, em campo Osório na cidade de Santana do livramento, onde utilizou pela 1ª vez o emprego de metralhadoras da Brigada Militar, desloca-se com a Brigada do Oeste para a cidade de Quarai e em seguida para Alegrete para a Coxilha do Combate, enviando a sua vanguarda para a cidade a comando de Nepobuceno Saraiva, para ocuparem a mesma, porém acabaram tiroteando próximo ao cemitério com a vanguarda da tropa do General Honório Lemes. Ao chegar na cidade o Coronel Flores da Cunha foi de encontro ao Comandante da 2ª Divisão de Cavalaria do Exército Brasileiro, onde foi orientado a respeito das áreas neutras. Na seqüência foi direto a várzea verde, ficando a 700 metros da ponte. Em 19 de junho inicia o combate, a vanguarda do General Honório Lemes, que estava próximo ao cemitério tentou retardar a vanguarda de Coronel Flores da Cunha, tiroteando com a mesma, durante a fuga atraíram para a ponte a vanguarda chimanga, atravessaram a ponte e juntaram-se ao grosso da tropa maragata. Logo em seguida, Flores mandou uma seção de metralhadoras do 2ª R C da Brigada Militar fazer fogo sobre o inimigo, o qual estende praticamente toda sua força do outro lado da ponte, tornado quase impossível a sua travessia. Restando ao Coronel Flores da Cunha, apenas a realização de cargas de lanças, tenta pela 1a vez, arrancando sua espada e bradando “os que tiverem vergonha na cara que me acompanhem!”, foi em direção ao inimigo, levando consigo alguns valorosos componentes de sua Brigada, porém o máximo que conseguiu foi aproximar-se um pouco mais da ponte. Logo após o Major Guilherme Flores da Cunha, irmão de Flores, junto com o Capitão santanense, Luiz Rubim, e mais alguns realizam uma carga sobre a ponte, sendo que apenas 5, conseguiram passar, logo após foi ferido o capitão Rubim e ferido mortalmente o Major Guilherme, nesta batalha pelo lado governista foram baleados o próprio Coronel Flores da Cunha e o Tenente-Coronel Osvaldo Aranha, do lado dos maragatos Teco Timbauva e o Ten-cel Mauricio Abreu representaram as grandes perdas. Ainda como a ultima tentativa General Honório Lemes tentou uma carga a lança seca. Porém o desgaste de sua tropa o levou o a realizar uma retirada em direção a Serra do Caverá. Nesta batalha foram empregados uma media de 1.500 homens por Exército, mas a logística superior das tropas governista, foi decisiva. Logo após o combate continuou a perseguição dos chimangos do Coronel Flores da Cunha aos desgastados maragatos do General Honório Lemes.
     
    Paulo Mena - Pesquisador 
     
     

     

    sábado, 18 de junho de 2016

    O ASSUNTO VOLTA A PAUTA

     
    CHIMARRÃO MUITO
    QUENTE PODE CAUSAR CÂNCER DE ESÔFAGO
     
     

    Daniel Isaia e Cristina Indio do Brasil - Repórteres da Agência Brasil
             
    Bebidas quentes, acima de 65ºC, devem ser evitadas, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). A entidade divulgou esta semana um relatório com estudos que comprovaram o perigo de ingerir líquidos extremamente quentes. De acordo com as pesquisas, a temperatura elevada contribui para o surgimento de câncer de esôfago. No Rio Grande do Sul, onde a população tem o hábito de tomar chimarrão, a incidência desse tipo de doença é até 5 vezes maior do que no restante do país.
     
    “A água quente do chimarrão queima a mucosa do esôfago, e isso facilita a entrada de substâncias cancerígenas recebidas pela alimentação”, explicou o pesquisador Ricardo Gurski, chefe de cirurgia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Ele alerta que o câncer de esôfago é uma doença extremamente letal e difícil de ser diagnosticada precocemente. “Quando os sintomas aparecem, o câncer já está em um estágio avançado. Por isso, é importante que as pessoas realizem ao menos uma endoscopia ao completar 40 anos de idade.”
     
    A fisioterapeuta gaúcha Karina Trindade bebe chimarrão todos os dias, sempre na temperatura mais elevada possível. “Mate morno não me agrada, prefiro pelando a língua mesmo”, afirmou. Ela disse ter conhecimento que a água muito quente prejudica a saúde e até admite beber em uma temperatura mais baixa. Abandonar o hábito, no entanto, está fora de questão. “Eu não me vejo parando de tomar chimarrão. Minha relação com ele é de amor, mesmo. Faz muita falta. É algo que me liga muito ao meu estado.”
     
    O costume do mate gaúcho também conquistou o professor de engenharia da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) Andrei Holanda. Ele se habituou à bebida durante os 17 anos em que morou no Rio Grande do Sul, antes de se mudar para o Rio de Janeiro, onde vive há cinco anos. “Tomo antes do almoço, no fim da tarde, e sempre faço um mate para estudar ou trabalhar”, conta o engenheiro, que garante tomar cuidado para que a água não fique quente demais.
     
    O professor Gurski concordou que não há necessidade de largar o costume. “A questão não é o fato de beber água quente, em si, mas o quanto a pessoa se expõe ao volume e à temperatura elevada da água e a periodicidade com que isso acontece”, explicou o pesquisador. Ele ressalta ainda que o relatório da OMS considera perigosas apenas temperaturas acima de 65ºC e dá uma dica simples para avaliar se o chimarrão está quente demais para o consumo: “Antes de beber, se a pessoa tentar deixar o dedo na água por até 30 segundos e não suportar o calor, é porque o líquido não está na temperatura adequada. Nesse caso, o chimarrão certamente vai queimar o esôfago”.
     
     

    sexta-feira, 17 de junho de 2016

    CARTAZ DO 25º RONCO DO BUGIO



    Como o cartaz do 25º Ronco do Bugio ainda não estava definido, a pedido do meu amigo Bolívar Medeiros, resolvemos continuar na mesma linha dos anteriores e criar uma capa desenhada.
     
    Ando meio destreinado no cabo do lápis, mas saiu esta gravura. 
     
    A ideia é retratar um gaúcho serrano chegando, de madrugadita, na São "Chico" de Paula do início do século XX. No desenho retratamos com fidelidade a atual avenida Júlio de Castilhos.
     
    Intrínseca na imagem está uma homenagem aos violonistas destes pagos pois o Ronco prima pela gaita, mas já tivemos músicos, como Antoninho Duarte (que agora vim saber era crioulo de São Francisco), que ganhou o Festival só com o toque de seu inconfundível violão campeiro.
     
    Esperamos que gostem destes rabiscos.   

     

    DEIXE QUE CHOVA LÁ FORA...


    Retratista: Fernandinho

    Ontem a noite, a troco de nada, pois não precisamos motivos nem dia para visitar um amigo, demos "ôh de casa", novamente, no rancho do Porca Véia ali para as bandas de Ivoti. Que momentos buenos de recordações, relembranças, prosas e risadas, de um tempo lindo que nos manteve unidos. Um fogo grande, uma galinha caipira com arroz, um(s) vinho chileno tinto seco, e deixe que chova lá fora....
     
     

    quinta-feira, 16 de junho de 2016

    TOCHA OLÍMPICA DE A CAVALO



    Presidente da Ordem dos Cavaleiros do Rio Grande do Sul/MTG (na foto a esquerda) conduzirá tocha olímpica em Porto Alegre

    O Secretário Estadual de Turismo do Rio Grande do Sul, Juvir Costella, visitou a sede do MTG – Movimento Tradicionalista Gaúcho, na tarde de terça-feira, 14 de junho. O receptivo foi feito pelo Presidente da instituição, Nairo Callegaro, e pelo diretor da Orcav – Ordem dos Cavaleiros do Rio Grande do Sul, Airto Timm.
     
    Airto Timm está confirmado pelo Comitê Olímpico como condutor da tocha no dia 7 de julho, em Porto Alegre. Segundo o Secretário Costella, agora avançam as tratativas para que mais cavaleiros possam participar.
     
    A movimentação para que a tocha olímpica fosse conduzida por cavalarianos no Rio Grande do Sul iniciou há aproximadamente 60 dias. Segundo o Presidente da Orcav, o simbolismo do fogo presente na tocha olímpica também está presente na Chama Crioula, que foi acesa pela primeira vez no Rio Grande do Sul em 1947 e que, tradicionalmente a cada ano, é distribuída em cavalgadas para as 30 regiões tradicionalistas do estado.
     
    Para o Presidente do MTG, trata-se de uma excelente oportunidade de visibilidade global para a cultura gaúcha.
     
    No Rio Grande do Sul, a tocha estará de 3 a 9 de julho, e passará por 28 cidades: Erechim, Passo Fundo, São Miguel das Missões, Santo Ângelo, Ijuí, Cruz Alta, Encantado, Lajeado, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, São Sepé, Caçapava do Sul, Canguçu, Rio Grande, Pelotas, São Lourenço do Sul, Camaquã, Guaíba, Porto Alegre, Canoas, Esteio, Novo Hamburgo, Gramado, Canela, Nova Petrópolis, Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Torres. 
     
    Sandra Veroneze
    Assessoria de Imprensa MTG
    51 9370 0619
     
     
     

    PIQUETE FRATERNIDADE GAÚCHA


    VAI SER HOMENAGEADO PELA
    ESTÂNCIA DA POESIA CRIOULA
     
     
    A Estancia da Poesia Crioula, ao realizar seu 60º Rodeio de Poetas, dentre as diversas comemorações que a data exige, vai homenagear o Piquete Fraternidade Gaúcha, braço tradicionalista da maçonaria do Grande Oriente do Rio Grande do Sul. 
     
    Tal láurea tem por objetivo saudar e agradecer este Grupo pelos "relevantes serviços prestados a E.P.C. e a cultura gaúcha".
     
    Na verdade este Piquete, ao qual tenho a honra de pertencer e de ter sido seu segundo patrão, além das atividades normais do gauchismo tradicional, preocupa-se com a arte poética rio-grandense e realiza a Tertúlia Maçônica da Poesia Crioula, um festival que, por sua grandeza e importância, foi incluso no calendário de eventos da cidade de Porto Alegre.
     
    Parabéns ao Fraternidade Gaúcha e no dia 25 de junho estaremos lá, no Auditório do Pão dos Pobres, para receber tão honrosa homenagem.  
     
     
     
      

    DOMINGUEIRA NO PARTENON TÊNIS CLUBE




    quarta-feira, 15 de junho de 2016

    HOJE TEM OS MONARCAS EM CANOAS


    Conjunto Os Monarcas faz show nesta quarta-feira em Canoas

    Grupo fará apresentação com as 23 crianças que participarão da gravação do próximo DVD

    Nesta quarta-feira, 15 de junho, o grupo Os Monarcas subirá ao palco pela primeira vez com as 23 crianças selecionadas através do projeto Novos Talentos e que participarão da gravação do próximo DVD.

    O show “Preview novo DVD” é um ensaio para a gravação e um encontro único entre os pequenos artistas e seus mestres. Além das crianças selecionadas haverá a participação do personagem “Gaudêucio”, do ator mirim Thomas Hary, que interpretará o líder do conjunto Gildinho em um filme, e ainda, o lançamento e a comercialização dos produtos “45 anos – Os Monarcas”. Após o show acontecerá baile com o conjunto Canção Nativa. O evento inicia às 19h e será realizado no Galpão da Ulbra, em Canoas, que fica na Av. Farroupilha, 8001.

    Os ingressos antecipados custam R$ 20 e dão direito a levar um acompanhante. Na hora, os ingressos custarão R$ 20 (feminino) e R$ 30 (masculino). Confira abaixo os pontos de venda e o link para a compra online.

    O evento é uma promoção do Grupo Midia A em parceria com o conjunto Os Monarcas. Mais informações pelos contatos:
    (51) 9741.1484 / (51) 3022.2213 / comercialmidiaa@gmail.com.

    SERVIÇO
    O quê: Preview Novo DVD – Os Monarcas
    Quando: 15/06/2016, às 19h
    Onde: Canoas (RS)
    Local: Galpão da Ulbra (Av. Farroupilha, 8001, Canoas, RS)

    INGRESSOS ANTECIPADOS
    R$ 20,00 (com direito a 1 acompanhante)

    INGRESSOS NA HORA
    R$ 30,00 Masculino
    R$ 20,00 Feminino

    INGRESSOS ONLINE
    R$ 20,00 (com direito a 1 acompanhante)
    *via transferência/depósito

    PONTOS DE VENDA
    Em Porto Alegre: Grupo Midia A - Rua Ten. Cel. Fabrício Pilar, 830, Bairro Mont Serrat. Telefones:
    (51) 3022.2213 / (51) 9741.1484
    Em Canoas: Moka Artigos Regionais - Av. Boqueirão, 638, Bairro Igara. Telefone: (51) 3425.1212.

    INFORMAÇÕES
    51 3022.2213
    51 9741.1484
    comercialmidiaa@gmail.com
     
     
     

    terça-feira, 14 de junho de 2016

    25° RONCO DO BUGIO

     
     E 4º RONCO DO BUGIOZINHO

    Érlon Péricles, Prefeito Juarez Hampel e Jorge Freitas
    vencedores do 24º Ronco do Bugio

    Show/baile com: Os Monarcas e Os Serranos 
    ENTRADA FRANCA   
     
    Um dia após o sucesso de público e de organização da 20ª Festa do Pinhão a Prefeitura Municipal de São Francisco de Paula, através de seu mandatário maior, o Prefeito Juarez Hampel, em parceria com o Centro de Tradições Gaúchas Rodeio Serrano, na figura do Patrão Jaures Feijó Gomes, anunciam a realização do 25º Ronco do Bugio, o Festival Mais Autêntico do Rio Grande, bem como a 4ª edição do Ronco do Bugiozinho. 
     
    E a coisa é meio a galope, como quem busca remédio no povoado. Portando, músicos e compositores, mandem seus trabalhos até o dia 15 de julho de 2016 para o e-mail roncodobugio@hotmail.com e  participe deste grandioso evento que visa a preservação do único ritmo parido nesta querência de São Pedro.
     
    Até o dia do evento nós, do Blog do Léo Ribeiro, estaremos divulgando a origem deste compasso sincopado e mais um eito de histórias deste festival tão querido e tão importante na formação musical do Rio Grande do Sul.
     
    E você que, além de apreciar a bugiada, gosta de forcejar num baile velho campeiro, vá fazendo uma educação física para aguentar o tirão pois a dose vai ser dupla, com dois dos melhores conjuntos galponeiros do Estado. Na sexta-feira, dia 05, show baile com Os Monarcas e no sábado, dia 06, show baile com Os Serranos. E leve uns pilas só para a cerveja e o pastel pois A ENTRADA É FRANCA.
     
    4º RONCO DO BUGIOZINHO

    REGULAMENTO
     
    Da Promoção e realização: 

    Art. 1º - O 4º Ronco do Bugiozinho será realizado juntamente com o 25º Ronco do Bugio, sendo um festival focado em incentivar e projetar os jovens talentos na autêntica música e poesia gaúcha, com a participação de compositores, autores, músicos e intérpretes, valorizando alunos, professores e funcionários de instituição e pessoas ligadas à cultura gaúcha que realizar-se-á no município de São Francisco de Paula, nos dia 05, 06 e 07 de agosto de 2016. 

    Dos Objetivos:

    Art. 2º - São objetivos do 4º Ronco do Bugiozinho:
     
    - Resgatar composições de edições anteriores do Ronco do Bugio;
    - Valorizar a tradição, arte, cultura e a autêntica música regionalista gaúcha, através de seu ritmo mais original;
    - Incentivar e proporcionar o surgimento de novos talentos;
    - Prestigiar jovens talentos, autores, compositores, intérpretes e conjuntos regionalistas;
    - Valorizar a relevante posição na formação de usos e costumes, caracteres e valores espirituais e morais do gaúcho; 

    Da Organização 

    Art. 3º - A organização do 4º Ronco do Bugiozinho estará ao encargo do CTG Rodeio Serrano. 

    Da Participação 

    Art. 4º - A idade máxima dos participantes é de 15 anos completos. 

    Art. 5° - Poderão concorrer, em igualdade de condições, músicas já classificadas e gravadas em edições anteriores do festival Ronco do Bugio bem como trabalhos inéditos. 

    Art. 6º - Cada participante poderá inscrever quantas músicas desejar. 

    Art. 7º - Poderão acompanhar o intérprete concorrente, músicos de qualquer idade.  

    Art. 8º - As composições, com a cópia da letra, deverão ser enviadas em arquivo word ou equivalente juntamente com o mp3 da composição pelo e-mail: roncodobugio@hotmail.com   

    Art. 9º - Caso o trabalho a ser defendido seja uma obra já gravada, a mesma deverá vir acompanhada, junto da inscrição, a autorização com firma reconhecida dos autores da música para que a mesma possa ser gravada pela comissão no CD do 25º Ronco do Bugio. 

    Art. 10º -  Serão classificados 2 intérpretes, cuja composição inscrita será gravada no CD do 25º Ronco do Bugio e 4º Ronco do Bugiozinho,  

    Da Inscrição e Seleção 

    Art. 11º - As inscrições iniciam em 13 de junho de 2016, e o prazo máximo para inscrição será no dia 15 de julho de 2016; sem qualquer prorrogação e deverá ser feita por e-mail, conforme inscrições do Regulamento do Ronco do Bugio 

    Da Apresentação 

    Art.12º- Só poderão subir ao palco músicos e intérpretes devidamente pilchados; 

    Art. 13º - Os intérpretes classificados  concorrerão nos dias 05 e 06 com reapresentação no dia 07 de agosto 

    Da Ajuda de Custo e Premiação 

    Art. 15º – Não será pago ajuda de custo para os participantes do 2º Ronco do Bugiozinho 

    Art. 16º – A comissão julgadora proclamará ao final do Ronco do Bugio dia 07 de agosto de 2016  o vencedor e o segundo colocado farão  jus aos seguintes prêmios: 

    1º lugar Intérprete - 4º Ronco do Bugiozinho - R$ 500,00 (quinhentos reais) + troféu  

    2º lugar Intérprete - 4º Ronco do Bugiozinho - R$ 300,00 (trezentos reais) + troféu  

    Art.17º – É de inteira responsabilidade dos participantes do 4º Ronco do Bugiozinho as despesas de hospedagem e alimentação; 

    FICHA DE INSCRIÇÃO MÚSICA
    4º Ronco do Bugiozinho 

    NOME DA MÚSICA:....................................................................
    Autores:...........................................................................................
    RITMO: BUGIO
    Intérpretes da gravação original (caso não seja inédita):.................
    ..........................................................................................................
    Concorrente que interpretará a composição:.....................................
    CPF: ........................................... RG: ..........................................
    Nasc: .............................................................................................
    acompanhado por...........................................................................
    .......................................................................................................
    Dados do Responsável pela inscrição (se for de menor, a ficha deve ser preenchida e assinada pelos pais ou responsáveis)
    NOME:.............................................................................................
    ENDEREÇO .....................................................................................
    BAIRRO .............................................. CEP ....................................
    CIDADE ................................................ ESTADO ........................
    FONE: ..................................... CELULAR ...................................
    EMAIL: ..........................................................................................
    Assinatura responsável pela inscrição:
    .............................................. 

    AUTORIZAÇÃO 

    Autorizamos a comissão organizadora do 4º Ronco do Bugiozinho a divulgação e veiculação de imagem, e publicação de nomes em virtude da divulgação do evento. Li e estou  de acordo com as normas constantes no regulamento do 4º Ronco do Bugiozinho.
     
     
     

    segunda-feira, 13 de junho de 2016

    VEM AÍ O 25° RONCO DO BUGIO

                              

     
     25º RONCO DO BUGIO

    REGULAMENTO
    O Ronco do Bugio é um festival com abrangência em todo o Estado do Rio Grande do Sul, e mesmo de outras querências, onde participam compositores, autores, músicos e intérpretes valorizando a autêntica música regional gaúcha, através do ritmo “Bugio”. Com esta particularidade, tornou-se o único evento no gênero, sempre objetivando resgatar, preservar e difundir este compasso que teve como origem a imitação do ronco dos primatas nas copas dos pinheirais serranos, através do jogo-de-fole da gaita.
    Da Promoção e realização:
    Art. 1º - O 25º Ronco do Bugio realizar-se-á no município de São Francisco de Paula, nos dias 05, 06 e 07 de agosto de 2016.
    Art. 2º O 25º Ronco do Bugio é uma promoção do CTG Rodeio Serrano e da Prefeitura Municipal de São Francisco de Paula, com apoio de órgãos públicos e iniciativa privada.
    Art. 3º - São objetivos do 25º Ronco do Bugio:
    - Valorizar a tradição, arte, cultura e a autêntica música regionalista gaúcha, através do seu ritmo mais original;
    - Prestigiar autores, compositores, intérpretes e conjuntos regionalistas e incentivar o surgimento de novos valores;
    -  Divulgar a música regional gaúcha;
    - Valorizar a relevante posição na formação de usos e costumes, caracteres e valores espirituais e morais do gaúcho;
    - Promover e incentivar a cultura gaúcha projetando São Francisco de Paula na maneira mais autêntica no cenário do turismo;
    Da Organização e recursos financeiros:
    Art. 4º - A organização do 25º Ronco do Bugio ficará a cargo da comissão organizadora nomeada pelo CTG Rodeio Serrano, mediante poderes estabelecidos em chamada pública para realização do evento.
    Art.5º - Conforme dita o convênio com a Prefeitura Municipal o evento será custeado pela prefeitura municipal, mediante repasse.
    Art. 6º - 0 CTG Rodeio Serrano, através de seu patrão nomeia Maurício Gomes Valim como Coordenador Geral do 25º Ronco do Bugio.
    Da Participação e Inscrição:
    Art. 7º - Somente poderão concorrer músicas cujo ritmo seja o Bugio e versos que abordem a cultura tipicamente gaúcha. 
    Art. 8º - Cada compositor, eu seu nome ou parceria poderá inscrever quantas composições desejar.
    Art. 9º - Somente serão aceitas composições inéditas, ou seja, músicas que ainda não tenham sido gravadas ou divulgadas comercialmente.
    Art. 10º - Cada composição não poderá exceder cinco minutos.
    Art. 11º - As composições deverão ser enviadas via e-mail para: roncodobugio@hotmail.com, atendendo  aos seguintes itens:
    a) Letra da composição em arquivo word ou similar sem identificação de autoria.
    b) Mp3 da composição,
    c) Ficha de inscrição assinada e digitalizada em formato PDF (imprimir, preencher a ficha de inscrição, assinar e digitalizar);
    d ) Para cada inscrição deve-se enviar 1 (um) email
    Art. 12º - As inscrições iniciam-se em 13 de junho de 2016 e encerram-se dia 15 de de julho de 2016, às 23.59, sem qualquer prorrogação;
    Art. 13º - As composições selecionadas na triagem terão 10 dias, a partir da divulgação, para enviar a composição masterizada, pronta para a gravação a gravação do CD do festival juntamente com as fichas de autorização autenticadas dos autores e intérpretes da mesma;
    Art. 14º - A comissão poderá solicitar nova gravação da música, caso a mesma não atenda à qualidade necessária para produção do CD do festival. Em caso de não cumprimento deste item, se o mp3 enviado para triagem não estiver com qualidade compatível a reprodução do CD, a música será substituída pela suplente.
    Da Apresentação:
    Art. 15º - O arranjo apresentado no Festival deve ser o mesmo aprovado na triagem, podendo ser melhorado, sem que isto influa na cadência ou ritmo. Os trabalhos classificados que subirem ao palco com outro ritmo que não o da triagem, serão automaticamente desclassificados. 
    Art. 16º - Os músicos poderão defender no máximo 2 composições.
    Art. 17º -  Cada intérprete poderá defender apenas 1 composição.
    Art. 18º - Os músicos deverão subir ao palco devidamente pilchados.

    Art. 19º– A passagem de som, no dia de cada apresentação, será por ordem de chegada.
    Art. 20º - Os concorrentes deverão apresentar uma música de livre escolha, que não será avaliada pelos jurados, para ajuste de som e em seguida o bugio concorrente. 
    Art. 21º - As doze (12) músicas classificadas, dez (10) do 25º Ronco do Bugio e duas (02) do 4º Ronco do Bugiozinho, serão divididas em duas apresentações, seis (6) na sexta-feira dia 05 de e as demais seis (6) no sábado, dia 06 de agosto, sendo reapresentadas no domingo dia 07 de agosto.
    Art. 22º - A ordem de apresentação das composições classificadas será definida mediante sorteio.
    Art. 23º - Cada compositor e/ou poeta poderá classificar no máximo duas composições.
    Da Ajuda de Custo e Premiação:
    Art. 24º – Cada composição classificada na categoria "Ronco do Bugio", receberá a título de ajuda de custo: o valor líquido de R$ 2.225,00 (dois mil duzentos e vinte e cinco reais), já descontados o valor de INSS, mediante RPA conforme legislação vigente (Valor bruto da ajuda de custo = R$ 2.500,00).
    Art. 25º - O valor da ajuda de custo será pago ao responsável credenciado na inscrição, em dinheiro após a apresentação da música concorrente no domingo.
    Art. 26º - Quando premiada, poderá incidir sobre o valor do prêmio, dependendo da colocação e valores, os devidos descontos de imposto de renda. Assim como não será descontado além do teto previsto em lei de INSS, respeitando-se a legislação vigente;
    Art. 27º – A comissão julgadora proclamará ao final a noite de domingo, dia 07 de agosto de 2016 as composições vencedoras que farão jus aos seguintes prêmios.
    (Tabela de valores líquidos já com desconto de INSS, mas sem o cálculo do Imposto de Renda caso aja)
    1º lugar – Troféu + R$  2.000,00
    2º Lugar – Troféu + R$ 1.500,00
    3º Lugar – Troféu + R$ 1.000,00
    Melhor Instrumentista – Troféu + R$ 500,00
    Melhor Intérprete – Troféu + R$ 500,00
    Música Mais Popular – Troféu + R$ 500,00
    Art.  28º - É de inteira responsabilidade dos participantes do 25º Ronco do Bugio as despesas de hospedagem e alimentação;
    Art. 29º -  A inscrição no festival implica na concordância na íntegra com o presente regulamento.
    Parágrafo Único: Os casos omissos a este regulamento serão resolvidos livre e soberanamente pela comissão organizadora.
    São Francisco de Paula, 13 de junho de 2016.

    FICHA DE INSCRIÇÃO

    NOME DA MÚSICA........................................................................
    RITMO: BUGIO
    COMPOSITOR DA LETRA.............................................................
    COMPOSITOR DA MÚSICA........................................................ 
    RESPONSÁVEL PELA INSCRIÇÃO, AUTORIZADO A RECEBER A AJUDA DE CUSTO E PREMIAÇÃO:
    Nome.................................................................................................
    Data Nasc:...................................................CPF.............................
    RG........................................................PIS:......................................
    Endereço..........................................................................................
    Bairro.......................................................CEP.................................
    Cidade........................................................................Estado.............
    Fone...................................................Celular....................................
    E-mail...............................................................................................
    EM CASO DE CLASSIFICAÇÃO A COMPOSIÇÃO SERÁ DEFENDIDA POR:
    ...........................................................................................................
    ...........................................................................................................
    AUTORIZAÇÃO:
    Parágrafo Único: Autorizamos a comissão organizadora do 25º Ronco do Bugio a promover a gravação em CD´s e DVD´s com conteúdo exclusivo do festival, reservando-se contudo os direitos autorais nos termos da lei vigente. Os autores das músicas ora CLASSIFICADAS NA TRIAGEM, obrigam-se a assinar, reconhecer firma e a anexar a ficha de inscrição, a autorização de gravação anexa a este regulamento. O não cumprimento deste item implicará na desclassificação automática, ou seja, as mesmas desacompanhadas da respectiva autorização com firma reconhecida serão substituídas por outra concorrente pelo júri da triagem.

    INFORMAÇÕES:
    Mauricio Gomes Valin: (054) 99733961
    Luciane Altmayer: (054) 96079303
    CTG Rodeio Serrano: (054) 3244-2785
     
    NOTA DO BLOG: Amanhã, terça-feira, estaremos postando neste mesmo espaço o Regulamento do 4º Ronco do Bugiozinho.