RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA
26º RONCO DO BUGIO (1 e 2 Setembro) - PRAZO DE INSCRIÇÕES DIA 28 DE JULHO

COMEÇANDO A LIDA BLOGUEIRA COM:

sábado, 16 de janeiro de 2016

O LENÇO REPUBLICANO



Por: Omair Trindade
Colaboração: Hilton Araldi
 
O Lenço Republicano, de autoria de Bernardo Pires, foi impresso primeiramente em 1841 nos Estados Unidos e após na Alemanha. 

Pode-se considerar como o mais belo poema dos farrapos, poeta de seus sonhos e protagonistas de suas próprias ideias. "Doçura e firmeza" definem os significados dos amores perfeitos que existem nas pontas do listel. À heróis afeitos a lealdade na guerra heroica, o mate dos antepassados índios, o trigo e o pão no suor de cada dia, o barrete frígido de outras lutas pela liberdade, o barco, a vela do poder naval republicano, a bandeira tricolor, com o dístico de "Liberdade e Valor", são sínteses da alma gaúcha, que vivem até hoje em outras formas, mas com o mesmo sentido, a mesma inspiração do lenço que serviu de modelo primitivo para a bandeira com o brasão.

O símbolo mais narrativo dos feitos farroupilha talvez seja o painel, a alegoria representado a República Rio-grandense, tendo em cada coluna inscritos todos os triunfos republicanos datados de 1841 a 1842.

O lenço de Bernardo Pires é uma alegoria aos feitos farrapos, confeccionado durante o Decênio Heroico e apresentando em público antes do término da Revolução.
 
Esse lenço, neste ano de 2016, completa 175 anos.