RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA
Bandeira do Rio Grande hasteada na chaminé de 92 metros do Shopping Total em Porto Alegre. Foto: Divulgação Shopping Total.

quarta-feira, 19 de outubro de 2022


PRIMAVERAS DE SAUDADES



No dia do seu aniversário (19/10) publico resenha do poema que fiz há sete anos, quando o Lucas foi morar distante.  


Meu filho deixou "as casas",

achou por bem ir embora

e no singrar da aurora

com esforço bateu asas.

Na malinha velha e rasa

juntou sua roupa singela.

Atravessou a cancela,

olhou, por fim, para trás

e lá se foi meu rapaz...

Eu vi tudo da janela. 

 

Deixou aqui suas lembranças,

seu cavalo, seu cachorro

e já no segundo morro

se sumiu o meu confiança,

o meu guri, minha herança

de sangue, honra e sequência

mas levou junto a essência

do que podemos lhe dar

o amor fraterno do lar 

e o respeito querência. 

 

Na verdade havia um tempo

que ele pensava nisto,

camperear algum serviço

que lhe provesse o sustento

pois ninguém vive do vento

soprando nos tarumãs.

Com cheiro de picumã

encroado na camisa

se foi, cruzando divisas,

sem saber do amanhã. 

 

E pensar que fiz igual

quando deixei os meus pais

nem reparei nos seus ais

e hoje sofro o mesmo mal.

Assim é a vida, afinal,

tudo que nasce tem fim.

Só lembro que disse assim

pro meu eterno menino:

- Que vá trançar teu destino

mas volte, um dia, pra mim!