"TEU PRESTÍGIO É PROPORCIONAL A TUA CONDUTA"

Léo Ribeiro


RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA
Desenho: Léo Ribeiro de Souza

terça-feira, 28 de julho de 2020

HÁ UM ANO, EM NOSSO BLOG.


No dia 28 de julho de 2019, postávamos as seguintes matérias:



 
 

VENCEDORAS - FASE GERAL

1º LUGAR
DESENFRENADO

Letra: Eduardo Munhoz
Música: Cícero Camargo
Intérprete: Cícero Camargo

2º LUGAR
QUATRO SINUELOS
Letra: Evair Suarez Gomez
Música: Juliano Gomes
Intérprete: Fabiano Bacchieri

3º LUGAR
A MENTIRA
Letra: Mateus Neves da Fontoura
Música: Fábio Tiecher
Intérprete: Raineri Spohr

VENCEDORAS - FASE LOCAL

1º LUGAR
Ao Pé do Açoita-Cavalo
Letra: Andre Abreu
Música: Nando Soares
Intérpretes: Nando Soares e João Paulo Deckert

2º LUGAR
Olor del Cielo
Letra: Marçal Furian
Música: Fernando Rossato
Intérprete: Juliano Moreno

3º LUGAR
Moda Antiga
Letra: Cezar Gomez
Música: Kauê Díaz Copatti
Intérprete: Cezar Gomez

MÚSICA MAIS POPULAR
AO PÉ DO AÇOITA CAVALO
Intérprete: Nando Soares e João Paulo Deckert

MELHOR INTÉRPRETE
RAINERI SPOHR
na música "A Mentira"

MELHOR INSTRUMENTISTA
NILTON JUNIOR
na música "Pétala"

MELHOR LETRA
Ao Pé do Açoita-Cavalo
Letra: Andre Abreu

MELHOR ARRANJO
DESENFRENADO
Letra: Eduardo Munhoz
Música: Cícero Camargo
Intérprete: Cícero Camargo

ME LHOR MELODIA
PUERTO IRUPE
Letra: Nino Zannoni
Musica: Luiz Mauro Pinto da Costa
Intérprete: Nino Zannoni

MELHOR CONJUNTO VOCAL
QUATRO SINUELOS
Letra: Evair Suarez Gomez, Marcelo Duarte e Marcio Maciel da Silva
Música: Juliano Gomes
Intérpretes: Fabiano Bacchieri, Quinto Oliveira e Juliano Gomes

MELHOR INDUMENTÁRIA
Fabiano Bacchieri

MOVIMENTO TRADICIONALISTA GAÚCHO
 
PRESIDÊNCIA
 
Nota de Esclarecimento e Repúdio

O Movimento Tradicionalista Gaúcho do Estado do Rio Grande do Sul – MTG/RS, neste ato representado pelo seu presidente NAIRIOLI ANTUNES CALLEGARO, vem por meio desta esclarecer e repudiar mensagem eletrônica tornada pública e que não condiz com a realidade, verdade e postura desta instituição através das manifestações da tradicionalista e ex-assessora jurídica chefe do MTG-RS, Jessilena Alano Etcheverry.
 
A mensagem encaminhada para os Conselheiros do Movimento Tradicionalista Gaúcho e divulgada pela Internet, proporcionou constrangimento e agressão às prerrogativas do Movimento frente à Carta de Princípios que nos rege. Atingiu não apenas de forma individual a Presidência, mas a todo Conselho Diretor e, por consequência, a sociedade tradicionalista, em face das atitudes ofensivas que devem ser repudiadas em todas as circunstâncias, sempre que dirigidas de forma açodada.
 
O Movimento está – como sempre esteve, conforme sua trajetória pública comprova – aberta a críticas e ao debate qualificado. A tradicionalista e ex-assessora jurídica chefe do MTG-RS, Jessilena Alano Etcheverry esteve frente ao Departamento Jurídico, sob convite desta Presidência com contrato de prestação de serviços jurídicos assinado em 23 de agosto de 2016 obrigando-se, por consequência do presente contrato e do mandato judicial que lhe foi outorgado, a prestar seus serviços jurídicos, judiciais e/ou extrajudiciais, na defesa dos direitos da CONTRATANTE, a Fundação Cultural Gaúcha – MTG, cujo prazo contratual prevê em uma das suas cláusulas o prazo de término indeterminado, portanto, não há razões que justifiquem as manifestações caluniosas da ex-assessora que exerceu a função durante 2 anos, 10 meses, e 16 dias – e passa a manifestar-se de forma maldosa e mentirosa, demonstrando insatisfação com a condução desta Presidência, somente após seu desligamento.
 
O empenho desta instituição na luta pelo restabelecimento do regime democrático que felizmente vivemos em nosso país faz parte desta opção histórica. Contudo, jamais deixaremos de exigir respeito ao trabalho desenvolvido pelos profissionais desta instituição que se dedicam todos os dias a contribuir com o nosso Movimento, fato que a ex-assessora jurídica chefe do MTG/RS mais uma vez desrespeitou em sua mensagem eletrônica quando expõe os ex-colegas.
 
Esse é um assunto que nem deveria ser tratado através das redes sociais, dado o tamanho do nosso Movimento Tradicionalista Gaúcho e toda legião de tradicionalistas que envolve nossa instituição, porém em respeito ao Conselho Diretor, Conselheiros, Coordenadores, Patrões e tradicionalistas – o faço como forma de repudiar atitudes de quem deveria respeitar o cargo que lhe foi confiado e remunerado sob pena de litigância de má-fé por parte da ex-assessora chefe do MTG/RS.
 
Desde o início do ano estamos realizando várias mudanças em diversos setores, departamentos, portanto todos são conhecedores da posição do MTG de dar voz e ouvidos aos nossos Conselheiros, Coordenadores, Patrões e tradicionalistas na busca de soluções para os problemas apontados pelas Entidades filiadas, e que neste caso específico comprova-se a falta de ética profissional, conduta de tradicionalista ao desrespeitar e atingir de forma pessoal este Presidente, demais ex-colegas de Diretoria e Conselho Diretor, bem como descumprimento de cláusulas previstas no contrato de prestação de serviços jurídicos.
 
Esta Presidência encerra seu mandato no próximo Congresso Tradicionalista a ser realizado em janeiro de 2020, até lá, seguirá buscando a transparência, e principalmente o espírito de instituição agregadora, organizadora e eterna parceira daqueles tradicionalistas que buscam servir à instituição e não daqueles que querem apenas se servir do Movimento. Seguiremos na construção do bem coletivo. Esta é a posição oficial do MTG. Não alimentaremos boatos. Buscaremos o caminho jurídico que trará sempre à tona a verdade dos fatos.
 
Desta forma, as palavras que busco deixar para este fato isolado, é respeito, ponderação, bom senso e discernimento.
 
Porto Alegre, 26 de Julho de 2019.
 
 
Nairioli Antunes Callegaro
Presidente
 
Daniela Pereira Pedroso
Assessora Jurídica Chefe do MTG OAB/RS 99.005