"TEU PRESTÍGIO É PROPORCIONAL A TUA CONDUTA"

Léo Ribeiro

RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA
Honeyde e Adelar - Os Irmãos Bertussi

COMEÇANDO A LIDA BLOGUEIRA COM:

domingo, 2 de dezembro de 2018

REVOLUÇÃO FARROUPILHA, MÚSICA E DANÇA


UMA HISTÓRIA DE SANGUE E METAL
É APRESENTADA NA ORLA DO GUÍBA  
 
 
Espetáculo conta história da Revolução Farroupilha com música, dança, circo e teatro em Porto Alegre.
São três dias de shows gratuitos na orla do Guaíba, na Avenida Edvaldo Pereira Paiva. Encenação é baseada na obra Revolução Farroupilha, do escritor Luiz Coronel.
Até domingo (2), a orla do Guaíba recebe um espetáculo que une dança, música, teatro e atividades circenses para contar a história da Revolução Farroupilha, baseada na obra do escritor Luiz Coronel. O evento começa na noite desta sexta (30), às 20h, e é gratuito. Veja o serviço completo abaixo.
"[O evento] traz ao palco circo, dança, teatro, danças urbanas, danças contemporâneas, folclore, é claro, e várias vertentes da música clássica, do rock n' roll, metal, e traz também o pop. E essa interação entre vídeo, música e teatro faz com que ele se torne mais do que uma ópera rock, é um espetáculo multimídia", destaca o diretor geral do espetáculo, Clóvis Rocha.
"Revolução Farroupilha, uma História de Sangue e Metal" envolve mais de 100 profissionais. De acordo com a Câmara Municipal, a montagem foi escolhida por edital público para promoção de atividades culturais e desenvolvida com verbas do orçamento anual da Casa.
Participam do espetáculo nomes como Jessé Oliveira no teatro; Dilmar Messias no circo; Carini Pereira, Gustavo Silva e Claudia Dutra na dança; e João Maldonado na direção musical. Entre os músicos estão a atriz e cantora Valéria Houston, os irmãos Ernesto e Paulinho Fagundes, além do guitarrista Erick Endres.
Sobre a obra que inspira o espetáculo
Revolução Farroupilha (Mecenas Editora, 144 páginas) é uma edição especial do livro-poema A Revolução Farroupilha, do poeta, compositor, escritor, cronista e publicitário Luiz Coronel, com ilustrações de Danúbio Gonçalves.
A obra narra as lutas envolvendo os personagens, conflitos e desenlace, bem como o significado para a identidade gaúcha. Coronel buscou sustentação no livro Farrapos, de Walter Spalding, e no material das edições de Revolução Farroupilha-Cronologia do Decênio Heroico, de Antônio Augusto Fagundes; de Os Farrapos, de Carlos Urbim; de Homens Ilustres do Rio Grande do Sul, de Aquiles Porto Alegre; e do Cancioneiro da Revolução de 1835, de Apolinário Porto Alegre.
Serviço
Espetáculo: Revolução Farroupilha, uma História de Sangue e Metal
Quando: 30 de novembro, 1º e 2 de dezembro (sexta, sábado e domingo)
Horário: 20h
Local: Orla Moacyr Scliar (Avenida Edvaldo Pereira Paiva)
Entrada gratuita
Produção: Lucida Desenvolvimento Cultural
Apoio: Prefeitura de Porto Alegre – Secretaria Municipal da Cultura
Realização: Câmara Municipal de Porto Alegre