RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA

COMEÇANDO A LIDA BLOGUEIRA COM:

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

REPONTANDO DATAS / 10 DE FEVEREIRO



No dia 10 de fevereiro, do ano de 1756 aconteceu o Massacre do Caibaté, perto de São Gabriel. Os índios guaranys, que após a morte de Sepé estavam sob o comando de Nicolau Nhenguirú III, foram aniquilados pelo exército aliado (luso-brasileiro e espanhol) que estavam demarcando as terras gaúchas como mandava o Tratado de Madri. Foi o que muitos chamam de Guerra Guaranítica, mas que prefiro falar como Genocídio Guarany pois dois exércitos que, antes, peleavam entre si por limites de fronteiras no Sul do continente, resolveram unir-se, numerosos e fortemente armados, para aniquilar índios que atrapalhavam seus planos de conquistas e que lutaram bravamente com flechas e lanças na defesa de seus direitos.  Talvez tenha sido o fim de uma sociedade quase que perfeita com divisão de tarefas e igualdade entre todos. - Léo Ribeiro
 
 

Também num dia 10 de fevereiro, mas no ano de 1843 aconteceu a Dissolução da Constituinte Riograndense,  recém elaborada na então capital farroupilha Alegrete. A não aprovação e consequente dissolução foi motivada por dissenções entre Bento Gonçalves e seu primo Onofre Pires. Era o começo do fim do sonho de separação do Império. Além de outros motivos para a derrocada que ria a acontecer dois anos após, a disputa de poder já ocorria naqueles tempos. Onofre Pires acusou Bento Gonçalves de ladrão. Este, para lavar sua honra, desafiou seu primo para um duelo. Em tal disputa Onofre Pires foi atingido perto do ombro. Perdendo muito sangue, veio a falecer de gangrena três dias após. Em seguida, o General Bento Gonçalves retirou-se do conflito. - Léo Ribeiro