RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA

COMEÇANDO A LIDA BLOGUEIRA COM:

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

ACHO QUE EU TINHA RAZÃO


Acho que, por minha mania de formas perfeitas em relação a arte pois gosto dos quadros definidos, de monumentos que reflitam o mais próximo da realidade possível aquilo que deseja expressar, desde que visitei o memorial aos Irmãos Bertussi, em São Jorge da Mulada, quando comandamos, o Agnel Pacheco e eu, uma turma de mais de cem amigos que partiram de acavalo de São Francisco de Paula até a Criúva, na data de inauguração do citado monumento, uma coisa me incomodava.    
 
Passado o tempo, mas sem me entregar na minha teimosia, pensei ter descoberto o que era e até fiz uma postagem aqui no blog sobre o tema. Achei que podia ser o tamanho da gaita do Adelar ou o corpo muito magro e alto do mano de Honeyde Bertussi. Algo não estava batendo ao bombear a foto.
 
Pois ontem, data de aniversário do grande Honeyde Bertussi, ao postar este retrato recolhida pelo amigo e escritor Israel Lopes tive a certeza. O tamanho da gaita está desproporcional.
 
Vejam que na foto original o teclado vai até a altura do peito. No monumento em bronze, vai até o ombro, fazendo com que até o movimento do braço de Adelar Bertussi seja diferente.
 
E também penso que ele está magro e alto. Basta ver a altura do cano da bota.
 
Realmente, acho que eu tinha razão. O Monumento está desproporcional.  Vamos fazer um novo em São Francisco de Paula, rsrsrsrsrsr.......