RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA

COMEÇANDO A LIDA BLOGUEIRA COM:

domingo, 4 de dezembro de 2016

REPONTANDO DATAS - 04 DE DEZEMBRO


MORREM GILDO DE FREITAS, TEIXEIRINHA 
E VILMAR ROMERA
 
No inverno de 1958, durante um jantar festivo por parte da direção e funcionários da Viação Férrea na churrascaria Gaúcha de Aquiles Magro, apresentou-se a dupla de cantores Gildo de Freitas na gaita e Teixeirinha no violão que, por vezes faziam parcerias. Notam-se que ambos estão sem pilcha e Teixeirinha usava terno e gravata (Paulo Roberto Magro).
 
Por Israel Lopes. Advogado, escritor e pesquisador Sãoborjense
 

4 DE DEZEMBRO - DIA DO ARTISTA REGIONALISTA GAÚCHO(PATRONO TEIXEIRINHA) E DIA DO TROVADOR GAUCHESCO(PATRONO GILDO DE FREITAS)

Teixeirinha e Gildo de Freitas, os Dois Ícones do Regionalismo Gaúcho, em janeiro de 1989 receberam essa significativa homenagem. A Assembléia Legislativo do Estado aprovou a LEI ESTADUAL Nº 8.814, de autoria do então Deputado e Poeta Joaquim Moncks, que fixou o Dia 4 de Dezembro como Dia do Trovador Gauchesco (Patrono GILDO DE FEITAS) e Dia do Artista Regionalista (Patrono TEIXEIRINHA). Esta Lei teve a iniciativa e o trabalho de pesquisa para o projeto de Lei, realizados pelo tradicionalista Paulo Roberto De Fraga Cirne, sendo o material apresentado para aprovação do então Deputado Joaquim Moncks

A ASSOCIAÇÃO DE TROVADORES LUIZ MÜLLER, de Sapucaia do Sul, foi criada no mesmo ano, 1989, e também todos os anos faz reverências a data, com homenagens aos dois vates e também ao trovador Mário Bandeira, Patrono Espiritual da Entidade, que também faleceu no dia 4 de dezembro.


Então, nesta data, a nossa reverência a esses Artistas da Música Regionalista. Gildo de Freitas faleceu em 4 de dezembro de 1983 e Teixeirinha faleceu em 4 de dezembro de 1985. Eles continuam sendo DOIS GRANDES representantes da MÚSICA REGIONALISTA DO RIO GRANDE DO SUL. Não só no Rio Grande do Sul, mas no BRASIL. Também nossa reverência ao saudoso trovador Mário Bandeira.


Também num dia 04 de dezembro, do ano de 2014, morria o grande tradicionalista, apresentador e um dos maiores incentivadores da Cavalgada do Mar, sendo seu comandante a partir da 5ª edição, Vilmar Romera.