RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA
Bandeira do Rio Grande hasteada na chaminé de 92 metros do Shopping Total em Porto Alegre. Foto: Divulgação Shopping Total.

domingo, 8 de janeiro de 2023

 

UM DIA COMO ANTIGAMENTE


Ontem, 07, a comunidade serrana vivenciou um dia como nos velhos tempos. Numa promoção da Prefeitura Municipal, sob coordenação da Secretaria de Cultura, Desporto e Turismo, a partir das 15h até a madrugada de hoje (08) a cultura, a história e a diversão correram de mãos dadas, tudo em função das comemorações dos 120 anos da emancipação de São Francisco de Paula e do Centenário de Nascimento de um de seus filhos mais ilustres, Honeyde Bertussi. 

No CTG Rodeio Serrano completamente abarrotado tivemos uma bela exposição da vida e obra deste ícone da musicalidade rio-grandense juntamente com uma palestra proferida por seu filho Paulo Bertussi. Na abertura do evento o Coro Municipal entoou o hino oficial da cidade, São Francisco é Terra Boa, uma composição dos Irmãos Bertussi.

Seguiu-se a programação com a apresentação de diversos gaiteiros nativos da região, todos sob forte influência musical do Cancioneiro das Coxilhas. Logo em seguida ocupou o palco, brilhantemente, o Grupo Ôh de Casa, que traz no nome também um clássico da dupla. 

Como saco vazio não para em pé, as 20h foi servido uma bóia campeira para mais de 700 pessoas (tudo 0800) acompanhada de uma apresentação artística das invernadas do Rodeio Serrano. 

Na sequência o que era para ser um espetáculo de João Luiz Correia e Grupo Campeirismo, virou baile. As pessoas retiraram mesas e cadeiras do centro da sala e o bailongo correu alto do chão. 

Para encerrar com chave de ouro estes momentos que tivemos a oportunidade de vivenciar, os filhos de Adelar e Honeyde, Gilnei e Daltro, nos transportaram no tempo para aqueles bailes de antigamente. 

Tive e honra de ser o apresentador de de toda estas atividades, fato pelo qual agradeço a confiança.

Realmente, foi um dia memorável.             


Rodeio Serrano lotou para as atividades comemorativas


O que era para ser um show de João Luiz Correia, virou baile


Os primos Gilnei e Daltro Bertussi nos transportaram no tempo