RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA
Bandeira do Rio Grande hasteada na chaminé de 92 metros do Shopping Total em Porto Alegre. Foto: Divulgação Shopping Total.

segunda-feira, 1 de março de 2021

O PRIVILÉGIO DAS ABERRAÇÕES

 

Há muitos anos no Brasil a nossa televisão aberta privilegia as aberrações, as grosserias, as polêmicas, os barracos. É isto que dá audiência. Como boa protagonista a Rede Globo não poderia ficar de fora deste processo e pauta sua grade com programações de gosto duvidoso. Seja através de suas novelas, seja em programas como o BBB.

Não vou entrar nessa de dizer que sou alheio a este popular meio de encher de dinheiro os bolsos da emissora. Não olho o BBB por uma questão simples. A esta altura da noite o Morfeu já me pegou. Não vou além do Jornal Nacional. A única novela me fez ultrapassar meu sagrado horário das 10h foi O Bem Amado. Vejam quanto tempo faz isto.

Contudo, no outro dia me intero dos acontecimentos. E o que ouvi falar desta participante do BBB Karol ConKá não está no gibi (esta é velha).  

Ela conseguiu o maior índice de rejeição da história deste programa. Isto, por si só, é algo que demonstra sua impopularidade, fato que despertou minha curiosidade para assistir ao programa da Ana Maria Braga (que ótima entrevistadora) aonde todos os "brothers", por cláusula contratual, tem de participar logo que saem do jogo. Ali, foi passado uma resenha das atitudes da Karol ConKá. Pelo amor dos meus filhinhos. Que baixaria, autossuficiência, egocentrismo, concentrados em uma só pessoa. Apavorante.

Mas as incoerências maiores seguiram no fim de semana. A Globo abriu espaço para a controversa Karol nos programas de maior audiência da emissora, ou seja, o Domingão do Faustão e o Fantástico, tudo com o intuito de passar panos quentes em atitudes presenciadas por milhões de brasileiros durante mais de mês.

Não sou ninguém para julgar, tenho mais é que cuidar de mim mas não vi nenhum outro participante com tamanho privilégio. E o espaço para a cultura que não seja populista que tanto clamamos? Sonho meu... Isto leva a crer que, para se dar bem na vida tu tem que andar de mãos dadas com a safadeza.