RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA
Bandeira do Rio Grande hasteada na chaminé de 92 metros do Shopping Total em Porto Alegre. Foto: Divulgação Shopping Total.

sábado, 13 de março de 2021

ADEUS MARIANA

 


 
 
Dentro desta balda meia mórbida que tenho de visitar campos santos e descobrir onde personagens da história e da cultura do Rio Grande do Sul estão descansando, descobri que bem perto de meu rancho serrano, em São Francisco de Paula, repousa Mariana Fernandes Valin, ou seja, aquela que, provavelmente, tenha inspirado o cantor Pedro Raymundo a compor seu grande sucesso Adeus Mariana. 

Esta descoberta aconteceu ao saber que a Mariana era tia de uma grande amiga, escritora, minha antiga professora, Maria Lúcia Teixeira. Em contato, também,  com a poetisa Iva da Silva, irmã do proprietário da fazenda onde Mariana residiu em cima da serra, fomos avançando neste labirinto onde se revira o passado para preservarmos a memória de muitos já esquecidos pelo tempo. 

Mariana Fernandes da Silva nasceu em Imaruí (mesma cidade de Pedro Raymundo), Santa Catarina, no dia 20 de janeiro de 1895 e faleceu em São Francisco de Paula/RS, no dia 20 de janeiro de 1984,  aos 89 anos de idade (notem que, por coincidência, nasceu e morreu no mesmo dia e mês - 20 de janeiro).
 
Não se sabe precisamente em que data que a família Fernandes veio de Santa Catarina morar em São Francisco de Paula, mas Mariana já era moça feita. Ela foi a segunda esposa de Henrique Valim de Azevedo e conforme consta na escritura do registro de imóveis desta cidade foi proprietária da Fazenda Arroio Cipó, hoje pertencente ao município de Jaquirana, de acordo com os relatos da historiadora Iva da Silva, irmã do atual proprietário, Nésio da Silva, como já fizemos referência acima.    
 
Em fins de 1943, Mariana Fernandes da Silva, viúva, residente em São Francisco de Paula, adquiriu de Ceciliano Candemil e Silva e sua mulher Carolina Valim Candemil e de Hortêncio Valim de Azevedo Sobrinho e sua mulher Jovina Valim, uma área de 290 ha, com casa e benfeitorias, denominada “Valim”.
 
Em 1972, Mariana Fernandes da Silva, que também usa o nome Mariana Fernandes Valin (assim está na Escritura), vendeu essa área citada acima para Olmiro Lopes dos Reis e sua mulher Iracilda Dutra Reis.

Em  28 de agosto de1980, Idolino Zanancieli da Silva e Arcília Manique da Silva, compraram de Olmiro e Iracilda, essa área, já constando na Escritura o nome “Fazenda Arroio Cipó”.
 
Hoje uns chamam casa da tia Mariana e, a grande maioria, simplesmente Mariana.  
 
Quanto a Pedro Raymundo, o cantor, compositor e instrumentista nasceu em Imaruí, Santa Catarina dia 29 de junho de 1906 e morreu na cidade do Rio de Janeiro em 09 de julho de 1973, aos 67 anos de idade.
 
Nasceu em berço pobre e começou tocar sanfona aos oito anos de idade. Mudou-se para Porto Alegre em 1929, sendo o precursor da música regionalista gaúcha. Com sua gaita, tornou-se um dos mais brilhantes acordeonistas do Brasil.
 
Em 1945 recebeu o título de “Gaúcho Alegre do Rádio” e com a música “Adeus Mariana” alcançou sucesso em todo o País, ficando em evidência entre os anos de 1940 e 1950.

"Nasci cá na cidade me casei na serra
com a minha Mariana moça lá de fora
um dia eu estranhei os carinhos dela
e disse adeus Mariana que eu já vou embora"
 
Conforme informações de parentes Mariana Fernandes da Silva (ou Valin) e Pedro Raymundo se conheciam e suas casas em Imaruí, Santa Catarina, eram bem próximas. 
 
Se a letra da música “Adeus Mariana” foi feita inspirada nela, ou no nome dela, ou ainda, dedicada a ela, fica no imaginário de cada um. A verdade é que, conforme relatam as pessoas mais chegadas, a "Tia Mariana" ficava incomodada quando alguém tocava neste assunto.




Fontes:
- Iva da Silva - Historiadora - São Francisco de Paula
- Maria Lucia Teixeira  - sobrinha de Mariana Fernandes da Silva - S. Francisco de Paula
- Jane da Silva e Silva – sobrinha de Mariana Fernandes da Silva – S. Francisco de Paula;
- Jocelina Valim de Castilhos – neta de Henrique Valim de Azevedo – S. Francisco de Paula;
- Neiva Titoni Silva – bisneta de Vittório Guadagnin – Cambará do Sul;
- Piragibe Fernandes – sobrinho de Mariana Fernandes da Silva – Porto Alegre (por telefone);
- Vanessa Fernandes da Silva – sobrinha de Mariana Fernandes da Silva – S. Francisco de Paula;
 
Cartórios:
Registros Civis de São Francisco de Paula e de Jaquirana;
Registros de Imóveis de São Francisco de Paula.