"TEU PRESTÍGIO É PROPORCIONAL A TUA CONDUTA"

Léo Ribeiro


RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA

terça-feira, 12 de janeiro de 2021

ALTERAÇÃO DO HINO RIO-GRANDENSE

 

SAI DO CAMPO HISTÓRICO 

PARA ENTRAR NA LUTA IDEOLÓGICA-PARTIDÁRIA


Vereadora Laura Sito, de Porto Alegre, recebe proposta do  
deputado Luiz Fernando Mainardi, do PT. 

O projeto está pronto e deve ser protocolado na Assembleia, de acordo com o autor, no começo de fevereiro. O deputado Luiz Fernando Mainardi está propondo a aprovação de uma lei para mudar o Hino Rio-grandense, especificamente o trecho "povo que não tem virtude, acaba por ser escravo", considerado racista por historiadores e pelo movimento negro por transferir a culpa pela escravidão às suas vítimas e não aos opressores.

Mainardi está sugerindo uma nova forma: "povo que não tem virtudes acaba por escravizar". O deputado afirma que o tema já vinha sendo discutido no seu partido, o PT. - Inspirei-me, entretanto, na recente manifestação dos vereadores da capital. Procurei a vereadora Laura Sito, de Porto Alegre, e Caren Castêncio, de Bagé, para conversar e entendemos que era o momento de propor esse debate - explica o deputado. - Não podemos ter medo de enfrentar a nossa história e um hino não é algo imutável. Já temos muitos exemplos de reconsiderações históricas de cunho progressista no mundo inteiro - concluiu.   

Fonte: coluna Informe Especial - Tulio Milman - ZH 12/01/2021