"TEU PRESTÍGIO É PROPORCIONAL A TUA CONDUTA"

Léo Ribeiro


RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA
Desenho: Léo Ribeiro de Souza

segunda-feira, 20 de julho de 2020

SHOW DE CÉSAR E ROGÉRIO LOTA DRIVE-IN




César Oliveira e Rogério Melo fazem show em drive-in
 
Fãs pilchados, muitos sorvendo chimarrão, buzinaços sincronizados e até chapéus sobre os carros marcaram o cenário do primeiro POA Drive-in Show com César Oliveira e Rogério Melo, na noite deste sábado (18), no estacionamento da EPTC, ao lado do Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Com lotação esgotada _ 200 veículos, no total _, a dupla contou com a participação do músico e compositor gaúcho João Luiz Corrêa.
Enquanto o público _ formado por famílias inteiras _ cantava em coro, mesmo de dentro dos carros, os monitores que faziam o atendimento circulavam entre os veículos usando proteção máxima, como se fossem astronautas.
 
Pilchado e segurando a própria gaita, o pequeno Bernardo Callegaro, cinco anos, veio de Montenegro com a mãe, Carina Dias Callegaro, 31 anos, o pai, o vendedor de automóveis, Braulio Callegaro, 43 anos, e a irmã, Valentina, dois anos, especialmente para acompanhar o show dos ídolos. Fã confesso da dupla, assim como o restante da família, Bernardo não perde um show dos cantores quando se apresentam na região onde ele mora. Braulio relata que o filho tem até um palco em casa, onde costuma cantar as músicas da dupla. Sobre o espetáculo deste sábado, o vendedor relatou ter vivido com a família uma experiência única.
 
Foram 22 músicas ao longo de quase duas horas de show, com muita empolgação do público. Na apresentação, César e Rogério revisitaram sucessos das quase duas décadas de carreira (que serão completadas em 2021), como Apaysanado, Os “Loco” Lá da Fronteira, Peñarol e Das Coisas Simples da Gente. Eles comemoraram com muita animação a oportunidade de voltar aos palcos depois de mais de cem dias sem apresentações presenciais.
 
Em reportagem para Gaúcha ZH, César, que é vice-presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) e adido cultural do Rio Grande do Sul, afirmou que a iniciativa não foi apenas o começo da retomada dos shows, mas a oportunidade para que todos olhem para o setor artístico e para a cultura gaúcha de maneira diferente.