"TEU PRESTÍGIO É PROPORCIONAL A TUA CONDUTA"

Léo Ribeiro


RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA
Desenho: Léo Ribeiro de Souza

quinta-feira, 28 de maio de 2020

NOSSAS FAÇANHAS SÃO MODELO?



 
 
Apesar do alto preço a ser pago como o desemprego, a reclusão social através do isolamento, a falência de dezenas de empresas e o pior, as mortes, o Rio Grande do Sul está conseguindo sair desta pandemia de uma maneira um tanto satisfatória se formos comparar com o restante do país, mesmo sendo uma região mais fria, o que propicia a expansão do vírus.
 
Até o dia de ontem, 27 de maio, tivemos no Brasil a triste marca de 25.598 mortes enquanto que no Estado  foram totalizados 209 falecimentos. Só que isto não são números. São vidas humanas.
 
Duas coisas me deixam muito triste além do que foi citado acima.
 
A primeira é o descaso ante o vírus de pessoas que eu considero inteligentes. Ignoram o que ocorre no mundo inteiro, minimizam mortes, pensam saber mais que os próprios médicos, fecham os olhos para as evidências. Não estou me referindo a quem necessita trabalhar, a estes rogo a proteção de Deus, mas sim aqueles que corrompem as regras porque não podem ficar sem a cerveja do bar, a prosa na praça, e são contrários ao "incômodo" das máscaras.    
 
O segundo motivo que me deixa descrente no ser humano é o aproveitamento canalha desta situação de tristeza para roubarem, para mostrarem sua face corrupta, como foi o caso de alguns administradores públicos do Rio de Janeiro e, para nossa vergonha, a cidade de Rio Pardo, terra aonde foi concebido o nosso Hino Rio-grandense. "Sirvam nossas façanhas..."
 
Não desejo o mal de ninguém mas queria ver como se comportariam estes bandidos se alcançados pelo Coronavírus precisassem de leitos e lhes faltasse.