RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA

COMEÇANDO A LIDA BLOGUEIRA COM:

quarta-feira, 31 de maio de 2017

PROBLEMA RECORRENTE



O Carijo, sem dúvida alguma, é um dos maiores festivais do Rio Grande do Sul. Neste evento a comunidade de Palmeira das Missões "abraça" a ideia e não existe no Estado uma participação maior, uma interação tão grande entre o público e a festividade. É coisa de lotar todos os dias o Parque de Exposições na entrada da cidade. Palmeira se muda de mala e cuia para o local do evento. Além disto, a organização é impecável. Já fui jurado lá, duas vezes, e sou testemunha disto.
Este ano, segundo informações, a pegada não foi diferente.
Contudo (e sempre há um contudo) ouve uma gritaria muito forte em relação a uma música participante (premiada). Não escutei nem uma das concorrentes por isso não posso opinar mas estou me reportando a situação que dá título postagem  (Problema Recorrente).  
Para que os leitores entendam a queixa de quem reclama (também há os eternos descontentes) é a seguinte: Um dos jurados do festival faz parte do grupo da citada música concorrente. 
Então, o eterno, o tenebroso problema, a pedra no sapado dos organizadores, é a formação da mesa avaliadora. Ocorre que TODOS se conhecem, tem parceria, afinidades (ou antipatias) no mundo musical e, principalmente, na seara festivaleira. Então, fica quase difícil os promotores montarem uma banca de avaliadores ainda mais porque existe neste meio musical a pecha do apadrinhamento, do conluio, da proteção aos amigos.
Não estou discutindo este caso específico debatido nas redes. Estou falando de uma maneira geral.
Sei na pele o que é isso pois tenho identificação muito forte com o festival Ronco do Bugio, já fui coordenador diversas vezes e, por 12 oportunidades (isto mesmo, 12), fui jurado no Ronco.
A palavra para evitarmos estes conversas desagradáveis é isenção. Já me indispus com diversos concorrentes que vieram trazer seu trabalho em minhas mãos para eu levar para o evento quando existe locais para inscrição, com amigos do peito e até com parentes por não classificarem suas músicas mas, a noite, deitei e dormi tranquilo.
Vou repetir. Embora não conheça as pessoas não acredito que tenho ocorrido isto no Carijo, mas que existe muita gente e diversos festivais marcados na paleta, ah... isto existe.

Em Tempo: Fui buscar nas redes a música em questão e posso afiançar. É muito boa. Não sei se ao ponto de premiar pois não escutei as demais mas.... é merecedora.