RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA
José Luis dos Santos - 1934 - 3º Distrito de Cruz Alta

COMEÇANDO A LIDA BLOGUEIRA COM:

segunda-feira, 17 de abril de 2017

SERÁ QUE SOU MEIO "LOCO"?



Será que sou meio "loco" 
por ter de amigo um cavalo
que não me carrega mais
mas que entende o que eu falo?
 
Eu tenho um cavalo velho, sem serventia (para muitos). Está comigo há 13 anos e foi meu parceiro de cavalgadas por quase uma década. Faz três anos que não lhe atiro um pelego em face de um "nó-nas- tripas" seguido de forte "aguamento" Paguei quatro vezes mais pela cirurgia do que pelo seu valor de compra. Gasto R$ 350,00 reais por mês (mais vacinas) para ele ficar bem a vontade no Haras Calábria, no Sul da capital e três ou quatro vezes ao mês eu vou lá prosear com ele. Isto mesmo. Vou lá prosear com ele. Contar das minhas angustias e das minhas pataquadas. Ele parece que me entende e deixa de tudo para ficar por ali comigo.
 
Serei um "Florêncio Guerra" da música de Mauro Ferreira e Luis Carlos Borges vencedora da Califórnia que preferiu morrer junto de seu cavalo do que simplesmente mata-lo a mando do seu patrão? Ou serei apenas, como disse, meio "loco"? 
 
Meu irmão e amigo Aloir Pinto já me ofertou seus campos dobrados lá de sua belíssima propriedade, na Boa Vista, em Cambará do Sul, para deixar o Mouro velho correr e morrer livre mas ainda não garrei coragem de botá-lo em um caminhão.
 
Por isto não me causa estranheza ao ler na reportagem de Zero Hora do homem adoentado no hospital Mãe de Deus que pediu para ver seu cavalo, no que foi atendido pela direção. Como ele não podia sair do hospital, levaram seu pingo até ele. Dizem que o enfermo até melhorou após a "visita". Eu acredito nisto.

Nota do Blog: Meus amigos. Esta prosa acima, apesar de verdadeira, é apenas uma distração. Vocês perceberam o período que estamos atravessando? Esta sujeira política que nos apresenta a lava-jato e, para o mal dos pecados, estamos nas mãos de dois governantes mundiais prestes a iniciar uma guerra que será o fim de tudo?! E depois eu é que sou louco ao prosear com meu cavalo.