RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA
Realmente, o assunto Baiano Candinho despertou grande interesse em nossos leitores. Olhem só a verdadeira relíquia que nos chega através do meu amigo e parceiro de cavalgadas Marco Aurélio Angeli, carinhosamente cohecido como Zoreia, um dos homens mais campeiros deste Rio Grande. O flagrante é um retrato, talvez único, onde aparece Baiano Candinho (o penúltimo sentado a direita). Tal chapa, segundo a saudosa avó do Marco Aurélio, foi por ocasião de uma eleição. O que podemos concluir, é que estas pessoas (reparem as vestimentas) faziam parte do famoso Esquadrão Josaphat durante a Revolução Federalista aonde Candinho era o grande líder na região de Três Forquilhas. Tal foto faz parte do acervo do Marco Aurélio.

COMEÇANDO A LIDA BLOGUEIRA COM:

terça-feira, 21 de março de 2017

REPONTANDO DATAS / 21 DE MARÇO


 
No dia 21 de março de 1949 nascia, em Uruguaiana,RS, César Osmar Rodrigues Escoto, o César Passarinho. Considerado um dos melhores intérpretes de festivais nativistas, apareceu para o mundo musical do Estado através da Califórnia da Canção Nativa onde saiu-se vencedor por quatro edições, consagrando clássicos como Negro da Gaita e Guri. Antes disto, César Passarinho cantava em conjuntos de música popular e foi grande puxador de samba, em escolas do carnaval de Uruguaiana. 

Na foto, registrada em 1997, o intérprete aparece junto aos seus inúmeros troféus. No final de sua carreira, César Passarinho escolheu Caxias do Sul para viver, residindo no bairro Medianeira.