RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA
11 de setembro de 1836 - Antônio de Souza Netto proclama a REPÚBLICA RIOGRANDENSE

COMEÇANDO A LIDA BLOGUEIRA COM:

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

ESTÁTUA A SIMÕES LOPES NETO


 
 
O escritor Simões Lopes Neto foi homenageado, nesta sexta-feira (16), com uma estátua de bronze para marcar os 100 anos de sua morte. Um dos mais importantes personagens da cultura gaúcha, Lopes Neto ganhou uma réplica em tamanho real na praça Coronel Pedro, em Pelotas. A entrega do monumento integra as comemorações do Biênio Simoneano (2015/2016), instituído pelo governo do Estado por meio do decreto 52.278/2015.
 
Segundo o prefeito Eduardo Leite, "a obra cria um novo ponto de atração cultural, identificando a cidade e orgulhando os pelotenses". Para a vice-prefeita e prefeita eleita Paula Mascarenhas, primeira presidente do Instituto João Simões Lopes Neto (IJSLN), de 1999 a 2008, o Poder Público e os admiradores do autor chegaram à conclusão de que era preciso algo especial para homenageá-lo. "A inauguração da escultura encerra o biênio com chave de ouro. Simões não está aqui estático. Ele está sentado, à espera de companhia, de leitores, de admiradores de sua obra", acrescentou.
 
Escultura
A estátua foi confeccionada pelo artista plástico mineiro Léo Santana, autor de outras obras importantes como o busto de Juscelino Kubitschek de Oliveira, as estátuas de Tiradentes, Graciliano Ramos, Tancredo Neves e Carlos Drummond de Andrade, que fica no calçadão de Copacabana, no Rio de Janeiro. A escultura de João Simões Lopes Neto exigiu quatro meses de trabalho e pesa 230 quilos. O banco de praça em que está sentado também faz parte do monumento. O patrocínio da obra foi do Banrisul.
 
Inauguração 
O secretário da Cultura, Victor Hugo, lembrou Simões Lopes Neto como o maior escritor regionalista gaúcho. "Tivemos dois anos intensos de muitas atividades em homenagem a este grande homem. Foram exposições, debates, e produções artísticas que muito me orgulham", destacou.
A sobrinha-neta do escritor, Lucinha Simões Lopes, foi a primeira a sentar-se no banco para ser fotografada ao lado da estátua do escritor. O evento também teve a participação de estudantes de escolas públicas.
 
Após a cerimônia, as autoridades foram à sede do Instituto João Simões Lopes Neto para descerrar uma placa que marca o nascimento do escritor.

Texto: Caroline Patatt/Sedac
Edição: Secom 
Foto: Reprodução Site Prefeitura de Pelotas