RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA
José Estivalet declamando na Tertúlia Maçônica da Poesia Crioula

COMEÇANDO A LIDA BLOGUEIRA COM:

quinta-feira, 30 de junho de 2016

SESMARIA DO INFINITO


Este blogueiro gaudério se pronunciando na Sesmaria do Infinito
 
Muitos perguntam sobre um termo que nós, da Estância da Poesia Crioula, citamos com frequência. Então, um breve relato explicativo.
 
Sesmaria do Infinito é um lugar privilegiado no Parque da Harmonia, em Porto Alegre, doado pela Prefeitura Municipal para nossa entidade literária e que foi idealizado na gestão do saudoso presidente Chico Gaudério com o intuito de reverenciar os poetas mortos.
 
Tal memorial é composto por uma pedra de sete toneladas (Pedra da Memória) onde está fixada uma placa em bronze, uma porteira de varejão, que significa a passagem desta vida para um outro plano (Sesmaria do Infinito) e diversas plantas, dentre estas a erva mate.
 
Tal recanto possui uma espiritualidade muito forte e ali, a cada aniversário da Academia Xucra do Rio Grande, são realizadas Missas Crioulas, cultos, ou simples encontros poéticos, chamados de Romaria da Saudade.
 
A Sesmaria do Infinito é mantida pelos próprios poetas e pelo incansável Heraldo de Carvalho (um dos criadores, junto com Luiz Menezes e Índio Sepé, do Acampamento Farroupilha) que, mesmo aposentado da administração do Parque, encontra vasa para deixar este local a preceito. Na semana passada, por ocasião do 60º Rodeio de Poetas Crioulos, Heraldo recebeu o título de Capataz da Sesmaria.
 
Nós (eu) que, por vezes criticamos a Prefeitura Municipal, queremos aqui fazer um agradecimento pela preservação deste local tão importante para os vates crioulos do Rio Grande pois ali, na volta, foi criado um estacionamento da EPTC e este valioso e significativo espaço nos foi mantido.  
 
Heraldo de Carvalho, o Xirú, Capataz da Sesmaria do Infinito.