RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA

COMEÇANDO A LIDA BLOGUEIRA COM:

terça-feira, 27 de outubro de 2015

ATÉ UM DIA, MEU MANO VELHO.



Estou chegando do cemitério João XXIII, aqui de Porto Alegre, onde fui levar meu último adeus ao amigo e irmão Marcos Frederico Mesquita, o Polaco, um dos fundadores do Piquete que faço parte, Fraternidade Gaúcha, da maçonaria.

Eu tinha (e tenho) um enorme carinho e admiração pelo Polaco velho de guerra e a reciproca é verdadeira pois um dia, numa reunião da entidade, ele retirou sua faca da cintura, com bainha e tudo, e me presenteou, num gesto que se faz para quem é amigo de fato. É a arma branca que carrego até hoje em minhas andanças.  

A foto acima parecia despedida. Foi no dia 20 de setembro, em nosso galpão no Acampamento Farroupilha. O Polaco (sentado) já estava malecho, em face da doença. Mesmo assim fez questão de ver como andava aquilo que ele ajudou a criar. No outro dia baixou o hospital e veio a falecer na manhã de ontem. 

Até um dia, meu mano velho, e que o Supremo Patrão te receba com um mate bem cevado... e como eu versejei certa feita:

"... mas um maçom não falece,
paira na eternidade.
Ele fica na saudade, 
pois... saudade não envelhece.
Fica nas horas de prece,
na lembrança de um Irmão, 
na lenda de Salomão, 
no brilho da Pentagrama,
rebrotando se faz chama
das cinzas do coração"