"TEU PRESTÍGIO É PROPORCIONAL A TUA CONDUTA"

Léo Ribeiro


segunda-feira, 8 de agosto de 2022

XV FESTIVAL INTERNACIONAL DE FOLCLORE

 

DE PASSO FUNDO 



Com o CTG Lalau Miranda lotado, muita alegria e emoção, foram abertos os espetáculos do XV Festival Internacional de Folclore de Passo Fundo. A festa teve início oficial na noite desta sexta-feira (5) com a presença de 10 grupos, nacionais e internacionais.

O prefeito, Pedro Almeida, destacou a alegria em celebrar diversidade cultural na décima quinta edição do folclore. "É um momento de muita emoção para todos nós. Estamos voltando ao CTG Lalau Miranda, que foi a casa da vacinação em Passo Fundo, para celebrar a cultura. Sabemos o quanto as pessoas esperam e vibram pelo festival. Por isso, foi muito especial estarmos neste local compartilhando tantas expectativas e felicidade, unindo povos de muitos lugares do mundo", disse.

A secretária estadual de Cultura, Beatriz Araújo, esteve na abertura e enfatizou que a retomada do festival é uma conquista para o estado. "Passo Fundo aposta na cultura e na diversidade. É um município gaúcho que tem se destacado na educação. Então, estou muito feliz por estar participando deste momento", disse.

A abertura teve participação surpresa dos músicos Roberto Borghetti e Daniel Sá, das crianças que fazem parte do projeto Fábrica de Gaiteiros, de Lagoa Vermelha, e uma apresentação artística da escola de dança Petipá.

Durante a noite, Passo Fundo recebeu um título da Organização Internacional de Folclore e Artes Populares (IOV). O presidente da seção Brasil, Clerton Vieira, enfatizou o reconhecimento do mundo ao festival de Passo Fundo. "Ele é reconhecido em mais de 160 países ligados à nossa organização", pontuou.

O XV Festival Internacional de Folclore de Passo Fundo movimentará a cidade até o 12 de agosto e terá um novo formato: mais popular, inclusivo e estendido. Os espetáculos passarão pelos bairros e região central para que toda a comunidade possa prestigiar.

Para a secretária de Cultura, Miriê Tedesco, essa conexão contribui com o conhecimento sobre as diversas culturas que compõem o mundo. “O Festival de Folclore é um evento educador por natureza, que possibilita compreender as diferenças e entender que cada cidade, estado e país tem suas peculiaridades culturais. É um exercício base para a tolerância, a interação social e a aceitação. Para além disso, temos aprendizados sobre a geografia, a história e a língua. Percebemos como os 30 anos de festival foram importantes para a ampliação da visão de mundo da comunidade”, destaca.

Na próxima semana, apresentações diurnas serão realizadas em quatro escolas municipais, situadas nos bairros José Alexandre Zachia, Leonardo Ilha, Santo Antônio e Boqueirão. São elas, em ordem: Guaracy Barroso Marinho, Eloy Pinheiro Machado, Romana Gobbi e Notre Dame. Antes das apresentações, por volta de 14h, haverá um desfile nas ruas que levam a essas escolas. O Bairro Boqueirão receberá o espetáculo no dia 8 de agosto. O Zachia, no dia 9. O Loteamento Santo Antônio terá intervenções no dia 10. Já o Leonardo Ilha será palco de apresentações no dia 11.

Haverá, ainda, espetáculos diurnos no CTG Lalau Miranda para os alunos de escolas públicas e privadas, do município e da região, e apresentações itinerantes, como no Parque da Gare, programada para o dia 7 de agosto, no aniversário de Passo Fundo. Os tradicionais desfiles nas ruas seguirão acontecendo, e o primeiro deles já foi realizado nessa quinta-feira (5). A programação completa do XV Festival Internacional de Folclore pode ser acessada em www.pmpf.rs.gov.br/festival.

Ingressos

Enquanto os espetáculos nas escolas e demais espaços públicos serão abertos e gratuitos a toda comunidade, as noites no CTG Lalau Miranda têm ingresso com preço reduzido. Essa também é uma proposta para aproximar os passo-fundenses da festa cultural.

Para apresentações no CTG, o ingresso é de R$ 20 por pessoa. Estudantes, idosos e crianças têm direito à meia-entrada. Ou seja, na prática, grande parte dos ingressos serão vendidos pelo custo de R$ 10.

Alunos e professores das escolas das redes municipal, estadual e privada do município, mediante agendamento prévio, não pagarão a entrada. O agendamento das escolas municipais deve ser feito com a Secretaria Municipal de Educação. O das estaduais e privadas, na 7ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE).