"TEU PRESTÍGIO É PROPORCIONAL A TUA CONDUTA"

Léo Ribeiro


RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA
Lavadeiras - Óleo sobre tela de João Bosco Campos

domingo, 2 de outubro de 2022

 

É MAIS OU MENOS ASSIM



O quadro que se apresenta é mais ou menos assim (cartuns). Mas vamos a luta cumprir nosso dever cívico. Esperamos que as desavenças em virtude de política partidária sejam repensadas pois nenhuma amizade verdadeira vale menos do que uma "vitória" em uma discussão carregada de ofensas. Duvido que alguém tenha mudado seu voto em virtude de alguma "verdade" proferida. É perda de tempo, secação de gelo. Eu, por exemplo, deixei de participar de diversos grupos quando a prosa enveredava para politicalha. Não por medo de mudar o que penso mas por ver tanta asneira sendo compartilhada por pessoas que sempre tive por inteligentes. Fazer o que?  

Adelante com nossas vidas, nosso mundo e nossas parcerias de fé, independentes de matizes partidárias. 







sábado, 1 de outubro de 2022

 

FILOSOFIAS GAUDÉRIAS 

(em trovas literárias) 


Não faça, você também,

como fazem por aí.

Desqualificar alguém

que não pensa igual a ti.


- Léo Ribeiro -





É AMANHÃ, MINHA GENTE! 


UTILIZEM A MUNIÇÃO (VOTO) COM SABEDORIA 


Do livro Gauderiadas - Cartuns Gauchescos 1993 - Léo Ribeiro






sexta-feira, 30 de setembro de 2022

 

AO MENOS PARA RIR 

(TEM COISAS QUE SE APROVEITA NO FACEBOOK)

 






REPONTANDO DATAS - 30 / 09/ 22 



Hoje, dia 30 de setembro de 2022, faz cinco anos que Adelar Bertussi (aos 84 anos) foi alegrar com sua cordeona os pagos do céu. 


Também num dia 30 de setembro, mas no ano de 1925, Honório Lemes (Maragato) invade o Rio Grande de São Pedro pela fronteira de Livramento e Octaviano Fernandes pela fronteira de Dom Pedrito (Revolução de 23). Honório Lemes tinha o apelido de Leão do Caverá.


2ª Brigada do Oeste - Honório Lemes é o primeiro sentado

da esquerda para a direita - Flagrante colhido em Bagé

quinta-feira, 29 de setembro de 2022

 

SEMINÁRIO ESTADUAL DE PRENDAS MIRINS


 

BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS FOLCLÓRICAS: 

A INFÂNCIA DE TODOS OS POVOS

A Gestão de Prendas Mirins do Estado, formada por Katarine Peripolli Dias, 1ª Prenda Mirim, Dara Montagna Netto, 2ª Prenda Mirim, e Ana Lívia Polônia Fröhlich , 3ª Prenda Mirim do RS, está  lançando o projeto “BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS FOLCLÓRICAS: A INFÂNCIA DE TODOS OS POVOS” com o objetivo de resgatar aqueles brinquedos e  brincadeiras que fizeram parte da infância dos povos  formadores do nosso estado e que foram trazidas na bagagem e nas memórias dos imigrantes, mas que se perderam e estão se perdendo com o passar do tempo.

Deste modo, estão sendo mobilizadas as gestões regionais de Prendas Mirins das 30 Regiões Tradicionalistas para, juntamente com a gestão de Prendas Mirins Estadual, essa pesquisa possa alcançar os quatro cantos do estado e dar visibilidade às particularidades de cada região. Assim, após a realização dessa pesquisa de campo, os brinquedos e brincadeiras pesquisados e catalogados serão apresentados no 1º SEMINÁRIO ESTADUAL DE PRENDAS MIRINS que acontecerá na cidade de Ijui-RS, Capital Nacional das Etnias, no dia 15 de outubro.

O Movimento Tradicionalista Gaúcho vê a importância de trabalhar com um projeto voltado, especialmente para as crianças, de forma a possibilitar o resgate e valorização de brincadeiras tradicionais que por vezes são esquecidas com o passar do tempo.

“A Gestão de Prendas Mirins do Rio Grande do Sul convida todas as prendas dessa categoria para se engajarem no projeto” – disse Katarine. “Por que tradicionalismo também se faz brincando” – concluiu.

Link para inscrições até dia 12 de outubro:

 https://forms.gle/nEtyfsfZvwLV52Y47 

Serviço:

O que: Seminário Estadual de Prendas Mirins

Quando: 15 de outubro

Onde: Ijui

Inscrições até: 12 de Outubro

 

Rogério Bastos 

 51 997658633




quarta-feira, 28 de setembro de 2022

 CTG É ARROMBADO OITO VEZES 

EM APENAS UM MÊS 


Vilmar Mertz / Arquivo pessoal

O Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Guapos do Itapuí, de Campo Bom, no Vale do Sinos, foi arrombado na madrugada desta segunda-feira (26). Trata-se do oitavo ataque ao local em um mês.

Segundo o patrão da entidade, Vilmar Luiz Mertz, as invasões começaram na última semana de agosto, através das tábuas de costaneira que revestem janelas e paredes. As madeiras foram arrancadas ou forçadas para abrir um vão, possibilitando o acesso ao salão.

— Nosso galpão é meio surrado, com a estrutura frágil. E, principalmente com a pandemia, ficamos sem grana para consertar — justifica.

Na mais recente ação dos criminosos, houve vandalismo na cozinha, que acabou com os armários quebrados. O freezer também foi avariado para o furto de bebidas.

O saldo anterior, contudo, é muito maior: o CTG perdeu panelas, louças, facas, garfos e demais utensílios utilizados em festas e jantares. Quatro botijões de gás também foram levados. O prejuízo estimado é de R$ 8 mil.

— Conseguimos comprar algumas panelas de um senhor, que tinha no sítio dele. Só aí foi R$ 1 mil. A gente fica triste, os pais indignados. Mas vamos tocar adiante — afirma Mertz.

Grades estão previstas na reforma em andamento, e é estudada a instalação de câmeras de segurança. Bailes e festas para arrecadar valores devem ser organizadas a partir de outubro, com intuito de pagar os custos das melhorias necessárias.

A sede fica no bairro 25 de Julho, próximo ao centro do município. Fundado em 1998, o CTG é mantido por voluntários e sócios, em torno de cem pessoas que contribuem com uma mensalidade de R$ 25 cada. Grande parte é de jovens que dançam na invernada e suas famílias.

— Não posso me queixar, nossa entidade é muita ajudada pela comunidade e pelo poder público. Estão nos dando muita atenção, mas precisamos de mais segurança —complementa o patrão.

Na tarde desta terça-feira (27), Mertz irá até a prefeitura para uma reunião com a Secretaria Municipal de Segurança. Viaturas da Guarda Municipal já estão fazendo patrulhamento com mais frequência no entorno do CTG, garante o gestor da entidade tradicionalista.

Fonte: Jornal ZH




terça-feira, 27 de setembro de 2022

 

 MANIFESTAÇÕES ASSIM 

NOS ANIMAM A CONTINUAR


Nilton Ferreira

"Léo meu querido amigo, tchê simplesmente fantástico teu Livro, Já estou na pagina 56, O MAÇOM BENTO GONÇAVES DA SILVA, Tenho degustado ele nas minhas longas e silenciosas horas de mate. Aqui neste lugarzinho do mundo onde habito com os meus, teu livro vai servir muito para o meu crescimento. Obrigado por repartir conosco tuas preciosas horas de trabalho e leitura. Nilton Ferreira".

Não somos movidos a vaidades mas, graças a Deus, temos recebido dezenas de manifestações de apreço e carinho em função de nosso livro Os Farrapos e a Maçonaria, tais como esta, nos enviada no dia de ontem pelo cantor Nilton Ferreira, uma pessoa reconhecida no meio cultural e que não desperdiça palavras em vão.  

Mil gracias,  meu Irmão. 

O livro é fruto de muito trabalho, pesquisas e noites de insônia. Toda crítica construtiva é bem-vinda e estamos abertos para agregar e compartilhar mais conhecimentos sobre este tema em uma próxima edição, mas a receptividade em todos os lugares que visitamos tem sido comovente. 

Missão cumprida. 



 



segunda-feira, 26 de setembro de 2022


 

ALGUNS CONTRATEMPOS NO EVENTO

A TOMADA DE LAGUNA


Um grande público assistiu a "Tomada de Laguna"


O vídeo que mostra a cena de um homem sendo laçado pelo pescoço durante o espetáculo ‘Tomada de Laguna’ estava programado. Isto é o que diz o Instituto Cultural Anita Garibaldi (CulturAnita), que afirma que o figurante, Fábio Pires, que interpretava um soldado imperial, está bem, ficou na arena até o encerramento do espetáculo e tirou foto com espectadores. 

O vídeo com a cena impactante viralizou nessa quarta-feira, dia 21. “A cena que ocorreu na primeira noite da Tomada era uma das encenações que ensaiamos para dinamizar o espetáculo. Reiteramos que tudo é sempre calculado, mas eventualmente pode sair melhor que o que estava previsto”, diz a nota.

O evento ainda aconteceu quinta-feira e o sábado, dias 22 e 24, com ingressos esgotados. O instituto ainda reitera que o evento possui apoio de serviço de saúde para suporte e que houve apenas um acionamento. “O CulturAnita lamenta que algumas informações desencontradas tenham sido lançadas, sem checagem ou confirmação. Todo o espetáculo tem serviço de saúde de suporte e houve um acionamento da equipe do Corpo de Bombeiros Militar para atendimento de uma espectadora”, diz o CulturAnita.

O evento tem como objetivo contar a história da Proclamação da República Catarinense e do início do romance de Giuseppe Garibaldi e Anita Garibaldi por meio de efeitos sonoros, pirotécnicos, cenográficos e atos coreografados.





domingo, 25 de setembro de 2022

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO 


Hoje pela manhã recebemos um e-mail de um leitor de nosso blog nos questionando por que não noticiamos um acontecido com o integrante de um grande conjunto gauchesco na noite de sexta-feira. 

Respondemos o seguinte: Nosso veículo de comunicação tem a preocupação maior de pesquisar, preservar e divulgar nossa cultura regional. Temas pessoais de artistas gaúchos só serão publicados a pedido do próprio interessado ou de sua família. Por diversas vezes postamos matérias solicitando alguma ajuda, ou mesmo fornecendo informações sobre estados de saúde, quando estes são solicitados, como dissemos, pelos próprios envolvidos ou quando estes (envolvidos) já tiverem se pronunciado nas redes sociais. 

Atenciosamente

Léo Ribeiro de Souza.


     

 

NÃO É BAIRRISMO

MAS O RÁDIO É GAÚCHO

 
 

Hoje, 25 de setembro, é considerado o dia do rádio e da radiodifusão. O rádio foi patenteado pelo cientista e inventor italiano Guglielmo (Guilherme) Marconi, no início do século 20.
No entanto, o rádio tem mais razões para ser considerado brasileiro. Roberto Landell de Moura (1861-1928), padre e cientista gaúcho, também havia realizado experiências semelhantes às de Marconi - antes do italiano. Entre 1901 e 1904, Landell de Moura esteve nos Estados Unidos, onde patenteou inventos, entre os quais um "transmissor de ondas" ou "transmissor fonético a distância" que seria exatamente o rádio. Sua patente, porém, era limitada e perdeu a validade. Marconi ficou com a fama. Trata-se de uma situação semelhante àquela que ocorreu com Santos Dumont o qual consideramos o Pai da Aviação mas os irmãos Wright é que são reconhecidos mundo afora como os reais inventores do aeroplano. 
A primeira transmissão radiofônica no Brasil aconteceu no dia 7 de setembro de 1922, por ocasião do centenário da independência.
Uma estação de rádio foi instalada no Corcovado e, além de música, emitiu o discurso do presidente da República, Epitácio Pessoa. No ano seguinte foi fundada por Roquete Pinto a primeira emissora de rádio do país: a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro.
Como não somos fãs de carteiraços, consideramos o rádio como gaúcho (de quatro costados).


sábado, 24 de setembro de 2022

 

REPONTANDO DATAS / 24 DE SETEMBRO



O 24 de setembro é o dia de Nossa Senhora das Mercês, Mercês vem do espanhol e significa favor, graça, perdão, indulto. Muitos não conhecem esta santa mas ela teve muitos fiéis seguidores, principalmente na época da escravidão.

A devoção originou-se na Espanha, daí também ser conhecida por Nossa Senhora das Mercedes, e foi popularizada pelos frades da Ordem de Nossa Senhora das Mercês, fundada por São Pedro Nolasco. Em Barcelona, hoje é feriado em função da louvação a esta santa que foi considerada protetora dos cristãos cativos dos mouros na África.

A devoção chegou a Portugal, onde difundiu-se para Santarém e para Lisboa. Chegou ao Brasil através dos Padres Mercedários onde floresceram diversas confrarias, formadas principalmente por escravos, os quais consideravam Nossa Senhora das Mercês padroeira de sua libertação, inclusive aqui no Rio Grande do Sul, na época da revolução farroupilha, data que acabamos de comemorar, os escravos que lutavam depositavam na ponta da lança e na fé em Nossa Senhora das Mercês a confiança de sua libertação. Pena que o império (e alguns republicanos não abolicionistas) não pensava da mesma forma.  


sexta-feira, 23 de setembro de 2022

 

FILOSOFIAS GAUDÉRIAS 

(em trovas literárias) 


Gravura: Vasco Machado


Esse tempo é desgranido,

se vai num upa, correndo.

Nem sempre passa batido,

às vezes passa batendo. 

 - Léo Ribeiro - 



 

REPONTANDO DATAS / 23 DE SETEMBRO


No dia 23 de setembro festejamos o nascimento de dois grandes personagens de nossa história. 

O primeiro foi simplesmente do maior nome da Revolução Farroupilha, Bento Gonçalves da Silva, que nasceu num 23 de setembro de 1788 na cidade de Triunfo. Um fato curioso é que num dia 21 de setembro, do ano de 1835, dois dias antes de completar 47 anos, Bento Gonçalves, sob gritos e vivas, adentrava na cidade de Porto Alegre para começar a mais longa revolução da história brasileira a qual acabamos de comemorar.  
 
Muitos historiadores, nos dias de hoje, tentam minimizar ou até mesmo denegrir a imagem deste grande líder ao dizer que a Guerra dos Farrapos foi elaborada pelos estancieiros mas quem pegava em armas eram os pobres, negros e índios. Uma meia verdade, pois em todas as frentes de batalhas líderes como Onofre Pires, Antônio de Souza Netto, Teixeira Nunes e o próprio Bento cavalgavam a frente de seus esquadrões. Tanto é assim que muitos morreram nestes embates e o general que hoje aniversaria foi preso com todo seu pelotão na derrota da Ilha do Fanfa.  
 
Que viva sempre em nossa memória.    


 

Bento Gonçalves da Silva. Pintura de Guido Mondin
 
 
O segundo nascimento importante desta data, também de um revolucionário, ocorreu no dia 23 de setembro do ano de 1864. Fazemos referência ao "Leão do Caverá", Honório Lemes. Nasceu em Cachoeira do Sul e morreu em Santana do Livramento em 30 de setembro de 1930. Foi tropeiro, pequeno proprietário, pobre e quase analfabeto. Patriota, liberal convicto e admirador de Gaspar Silveira Martins, ao rebentar a Revolução Federalista em 1893, ingressou como simples soldado nas fileiras revolucionárias, chegando ao posto de coronel. Terminada a luta em 1895 voltou a se dedicar as lides campeiras.   

 
2ª Brigada do Oeste - Honório Lemes é o primeiro sentado
da esquerda para a direita - Flagrante colhido em Bagé



quinta-feira, 22 de setembro de 2022

 

HOJE, 22 DE SETEMBRO. 






 

SETEMBRO AMARELO


Há muitos anos, quando eu ainda residia no bairro Bom Fim, aqui em Porto Alegre, esteve em meu apartamento um formando da UFRGS buscando subsídios para seu Trabalho de Conclusão de Curso. O tema que ele abordou era suicídio. 

Dizia-me, o aluno, que o Rio Grande do Sul era o Estado com o maior número de suicídios do Brasil e um dos maiores do mundo. Na sua concepção o motivo para tanto era de que o gaúcho, sempre se autodeterminando um homem viril, ao chegar em certa idade e não podendo mais fazer o que estava acostumado quando moço, não se conformava com tal situação e acabava tirando a própria vida. 

Pois esta semana vi que tal número, infelizmente, continua o mesmo, ou seja, após tantos anos nosso Estado continua ponteando tal estatística.  Parece um fenômeno cultural.

Pois este mês de setembro em que comemoramos a revolução farroupilha também é chamado de Setembro Amarelo pois é dedicado à prevenção do suicídio. Trata-se de uma campanha, que teve início no Brasil em 2015, e que visa conscientizar as pessoas sobre o suicídio, bem como evitar o seu acontecimento. 

Ao mesmo tempo em que há muita discussão sobre o tema e que são organizadas caminhadas, durante esse mês alguns locais são decorados com a cor amarela. Assim, já foram iluminados de amarelo o Cristo Redentor, o Congresso Nacional, a Catedral e o Paço Municipal de Fortaleza, entre outros. 

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 32 pessoas se suicidam por dia no Brasil, sendo que o Rio Grande do Sul é o que apresenta um número bem maior em relação aos demais Estados. O suicídio mata mais brasileiros do que doenças como a AIDS e o câncer. 

O assunto é envolto em tabus, por isso, a organização da campanha acredita que falar sobre o mesmo é uma forma de entender quem passa por situações que levem a ideias suicidas, podendo ser ajudadas a partir do momento em que as mesmas são identificadas. 

As situações que levam a esse fim podem surgir de quadros de depressão, bem como do consumo de drogas. 

É por isso que “Falar é a melhor solução” é o slogan da campanha, cujos envolvidos na sua organização acreditam que conscientizando as pessoas podem prevenir 9 em cada 10 situações de atos suicidas. 

O Setembro Amarelo começou nos EUA, quando o jovem Mike Emme, de 17 anos, cometeu suicídio, em 1994. 

Mike era um rapaz muito habilidoso e restaurou um automóvel Mustang 68, pintando-o de amarelo. Por conta disso, ficou conhecido como "Mustang Mike". Seus pais e amigos não perceberam que o jovem tinha sérios problemas psicológicos e não conseguiram evitar sua morte. 

No dia do velório, foi feita uma cesta com muitos cartões decorados com fitas amarelas. Dentro deles tinha a mensagem "Se você precisar, peça ajuda.". A iniciativa foi o estopim para um movimento importante de prevenção ao suicídio, pois os cartões chegaram realmente às mãos de pessoas que precisavam de apoio. 

Em consequência dessa triste história, foi escolhido como símbolo da luta contra o suicídio, o laço amarelo.



quarta-feira, 21 de setembro de 2022

 

CASA DE GOMES JARDIM 

HISTÓRIA VIVA 


Família Leão proprietária do local
Neste aposento morreu Bento Gonçalves da Silva 


Ontem, 20 de setembro, no encerramento das comemorações do Dia do Gaúcho, estive palestrando, a convite da Loja Pedras Brancas 250, na cidade de Guaíba, Berço da Revolução Farroupilha, mais precisamente nas dependências da Casa Gomes Jardim, que há 90 anos é conservada com um zelo indescritível pela família Leão cujos ancestrais compraram a propriedade diretamente da família Jardim.  

O Cuidado com este patrimônio é tanto que, após várias inserções da especulação imobiliária devido ao amplo terreno e bela localização da propriedade, Seu Gaston Leon, já cansado de dizer não a tantas propostas, solicitou ao Estado, com o apoio de sua esposa Izis, que tal casa histórica fosse tombada. Seu pedido foi atendido e, hoje, naquele local, nada pode ser modificado.

A filha do casal, Miriam Leão, é historiadora e contou-me sobre passagens interessantes que eu não conhecia. Fui lá para repassar um pouco de meus conhecimentos e sai com um cabedal de aprendizado impressionante. 

Isto sem falar na espiritualidade e na egrégora que emana o local.  


terça-feira, 20 de setembro de 2022

 

OS FESTEJOS FARROUPILHAS TERMINARAM

MAS NOSSA TRADIÇÃO HÁ DE FICAR. 


Fica no aperto de mão,

no sorriso de uma prenda,

na humildade da vivenda

nos fundões deste rincão.

No velho e timbrado peão

peleando contra a desdita.

No negro que acredita

que a igualdade vem um dia.

Quanto a mim? Sigo a la cria

a partilhar minha escrita.  


Guaíba


Porto Alegre


Porto Alegre


São Francisco de Paula


 

MAL COMPARANDO 


Dona Ana. Prenda Chinoca. 
O Acampamento é um espaço de todos e para todos. 


O Acampamento Farroupilha, que hoje chega ao seu último dia, mal comparando, assemelha-se a uma praia. Nas areias litorâneas todos são iguais. O branco, o negro, o pobre, o rico... É um espaço democrático. No Acampamento ocorre o mesmo fenômeno. Os humildes, os entonados, de bombachas rotas, de botas novas, todos tornam-se iguais no apego as nossas mais puras tradições. 

Ali a terceira idade se diverte (foto acima) ao lado da criançada, os projetos culturais são desenvolvidos, os amigos se reveem, a gaita se abre.      

Para aquelas pessoas oriundas do nosso interior que vieram tentar a sorte na "cidade grande" este momento é o de matar saudades de suas origens.

Por isso, ao findar de mais um vinte de setembro, já começo uma campanha junto a nossa Prefeitura Municipal e a empresa que terceirizou o Parque da Harmonia para que não castrem esta alegria de nossa gente. 

Esse acampamento farroupilha foi um dos maiores de todos em termo de visitações chegando ao incrível número de aproximadamente 1.400 milhões de pessoas. A organização está nos conformes. Contratempos? Sempre existiram e vão continuar existindo. 

O que não se pode fazer é elitizar este espaço público pois, tal como as areias do mar, é um ambiente democrático. 


     

segunda-feira, 19 de setembro de 2022

 

SOBRE O DESFILE DE AMANHÃ, DIA 20.



Para comemorar o Dia do Gaúcho, na próxima terça-feira, o governo do Estado, por meio da Secretaria da Cultura (Sedac), da Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas 2022, do Movimento Tradicionalista Gaúcho, da Fundação Cultural Gaúcha, da 1ª Região Tradicionalista do MTG, com o Patrocínio do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), realiza o Desfile 20 de Setembro com a participação de mais de 2,5 mil pessoas.

A programação será desenvolvida na Av. Edvaldo Pereira Paiva, em Porto Alegre, no sentido Beira-Rio/Parque Harmonia, a partir das 8h30min, com desfile cívico-militar. Às 9h30min, a União das Etnias de Ijuí (Ueti) em conjunto com a 1ª Região Tradicionalista do MTG, apresentarão o desfile temático “Etnias do Gaúcho: Rio Grande, terra de muitas terras”, alusivo ao tema dos festejos deste ano, que propõe uma valorização da diversidade do povo gaúcho. O desfile tradicional está marcado para às 10h15min.

No grupamento de abertura, a chama crioula será levada por um condutor, acompanhado de 12 cavaleiros. Gerada em Canguçu, a chama percorreu as 30 regiões tradicionalistas do Estado até chegar à capital. O desfile terá a participação de 25 grupos, entre CTGs e Piquetes.

A programação contará com a presença de cerca de 50 autoridades. Estão confirmadas a presença do governador Ranolfo Vieira Júnior; da secretária de Estado da Cultura, Beatriz Araujo; da secretária adjunta de Estado da Cultura, Gabriella Meindrad, que preside a Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas 2022; do Prefeito de Porto Alegre Sebastião Melo; do presidente do MTG, Manoelito Savaris; do general Fernando Soares, do Comando Militar do Sul, além da Brigada Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Susepe, Instituto Geral de Perícias que também participarão do desfile Cívico-Militar.

O desfile em números (atualizado em 18/09/22):

Desfile Cívico e Militar Brigada Militar: 30 viaturas, 500 pessoas a pé e sobrevoo de duas aeronaves (aguardando nº final) Corpo de Bombeiros: 20 veículos Polícia Civil: 25 viaturas, sobrevoo de helicóptero e 120 pessoas a pé Instituto-Geral de Perícias (IGP): 20 viaturas e 20 pessoas a pé Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe): 15 viaturas e 100 pessoas a pé 4º Regimento de Polícia Montada da BM (RPMON): 50 cavalarianos

Desfile Temático - 270 integrantes da União das Etnias de Ijuí (Ueti) - 180 integrantes de Entidades Tradicionalistas da 1ª RT, Escolas de Dança e Grupos convidados.

Desfile Tradicional - 25 grupos, entre CTGs e Piquetes, somando 700 participantes a cavalo e 350 a pé.

Fonte: Assessoria de Comunicação (Ascom) da Secretaria de Estado da Cultura (Sedac).




domingo, 18 de setembro de 2022

 

GALPÕES ATINGIDOS PELAS CHAMAS 

SÃO RECONSTRUÍDOS



Os dois galpões que prenderam fogo no Acampamento Farroupilha na madrugada de quinta para sexta-feira de madrugada, já foram reconstruídos no dia de ontem. Apesar do susto tudo terminou nos conformes e ainda dá para aproveitar três dias de comemorações farrapas. 


 

ESTÂNCIA DA POESIA CRIOULA 

FAZ SARAU NO ACAMPAMENTO



A Estância da Poesia Crioula realizou um Sarau Poético e Musical em seu espaço chamado de Sesmaria do Infinito, no Parque da Harmonia. Tal ambiente arejado, verde, espiritualizado, representa os poetas que já partiram deste plano. 

O presidente Cândido Brasil comandou o cerimonial e diversos vates da Academia Xucra do Rio Grande se fizeram presentes no evento. 




 


 

REPONTANDO DATAS / 18 DE SETEMBRO



No dia 18 de setembro do ano de 1835, há dois dias da invasão de Porto Alegre pelos soldados republicanos, ocorreu a Sessão Maçônica na Loja Philantropia e Liberdade aonde os maçons Bento Gonçalves da Silva, Antônio de Sousa Neto, Gomes Jardim, Pedro Boticário, Onofre Pires, Domingos José de Almeida e muitos outros decidiram pela Revolução. Nesta Sessão foi lavrado um Balaústre de número 67 aonde ficou registrada e provada a participação da maçonaria neste decênio épico.  

Em tempo: Esta Sessão NUNCA  aconteceu. É uma estória repetida que virou verdade ou, como falam hoje em dia, um fake, um embuste. Tal Balaústre (ou Ata) não tem mais que 20 anos e foi escrita pelo saudoso Irmão Dante Bósio, da Loja Maçônica Minerva, aqui de Porto Alegre.

Querem saber mais sobre este acontecido? Deem uma bombeada no livro Os Farrapos e a Maçonaria. 


   

sábado, 17 de setembro de 2022

 

PARA QUE FORÇAR O SOTAQUE ? 


Chega a ser cômica a propaganda de rádio do Banco Bradesco em relação as comemorações farroupilhas. É um exagero. Os encarregados pelo marketing da instituição bancária erraram feio. 

No chamamento há uma mulher falando com um sotaque, tentando imitar o jeito de falar dos gaúchos que nem mesmo no interior, do interior, do interior do Rio Grande do Sul se usa. Ficou ridículo. Uma coisa forçada. 

Escutem e me digam em que lugar do Estado o povo rio-grandense fala daquela maneira.   


    

 

BATENDO ESCANTEIO 

E CABECEANDO NA ÁREA




Achei que neste mês farroupilha iria descansar. Qual nada. É o que mais tenho participado. Em função da divulgação do livro recém lançado (Os Farrapos e a Maçonaria) tenho andejado de Loja em Loja Rio Grande a fora. Também aceitei o convite da minha amiga Liliana Cardoso Duarte e sou Avaliador dos Projetos Culturais do Acampamento Farroupilha de POA.

Mas de uma coisa eu não abro mão. Levar voluntariamente mensagens culturais aos colégios. Ontem, dia 16, estivemos no interior de Viamão, mais precisamente na Escola Estadual Walter Jobin.

Total, para dar descanso a carcaça tenho toda a eternidade.


sexta-feira, 16 de setembro de 2022

 

DE COMO CANTAR UM HINO

Letra: Léo Ribeiro de Souza
Música e Interpretação: Paullo Costa

 


 

DEVAGAR, QUASE PARANDO ! 


Nesta época do ano aonde quer que se ande a gente acaba cantando o Hino Rio-grandense. Faz parte de qualquer cerimonial acompanhar esse símbolo gaúcho forjado na guerra, com letra de Francisco Pinto da Fontoura, o Chiquinho da Vovó, e música do Maestro Mendanha, um mineiro preso em Rio Pardo junto com a banda imperial e que, depois da revolução, se aquerenciou por Porto Alegre e nunca mais voltou a sua terra natal. 

Mas ocorre o seguinte: Rodam a música na gravação de um cantor que interpretou nosso hino a sua moda, devagar, quase parando. Se a gente canta no ritmo certo, quando terminamos a cantoria o citado cantor ainda está na metade da letra. Se tentarmos acompanhar a gravação, parece um velório quando, na verdade, nosso hino deve ser cantado com entusiasmo.

Então eu sugiro aos cerimoniais pelo Rio Grande afora que executem o hino original que é vibrante, que é pulsante, ou seja, no ritmo correto e não nesta "rotação" que mais parece uma corrida de lesma. 


       

quinta-feira, 15 de setembro de 2022

 

UMA INICIATIVA ELOGIÁVEL 

A Comissão Municipal dos Festejos Farroupilhas de Porto Alegre esteve reunida hoje a tarde com os brigadistas responsáveis por cada piquete acampado, ou seja, aquelas pessoas que participaram dos cursos de combate a incêndio. Tal encontro foi na Casa do Gaúcho e teve como objetivo maior reforçar regras e orientações quanto a prevenção de sinistros, tudo em face do incêndio ocorrido em dois galpões nesta madrugada. Segundo o que se apurou tal incêndio aconteceu em virtude de uma pane elétrica em uma geladeira.  

Na oportunidade a empresa concessionária do Harmonia, Gam3 Parks, em uma iniciativa elogiável, se propôs a reconstruir gratuitamente os galpões atingidos e solicitou aos demais piquetes que colaborassem doando materiais móveis como cadeiras, pratos, talheres... 

  


   

 

DOIS GALPÕES PEGAM FOGO 

NO ACAMPAMENTO FARROUPILHA DE POA



Dois galpões de Piquetes Acampados pegaram fogo nesta madrugada (15) no Acampamento Farroupilha do Parque da Harmonia em Porto Alegre. 

Por volta das 4 horas o fogo começou no Piquete Amigos do Sul, que estava vazio naquele momento. Em seguida as chamas consumiram o galpão Freitas Brasil, no lote vizinho, aonde havia seis pessoas que saíram ilesas. Outros dois galpões tiveram suas laterais com princípio de incêndio mas as chamas foram controladas.  

Hoje pela manhã, por volta das 8 horas, a perícia não havia chegado sendo incertos os motivos do acontecido.    

Fotos: Léo Ribeiro





quarta-feira, 14 de setembro de 2022

 

FRATERNIDADE GAÚCHA

E LOJA GAÚCHOS TEMPLÁRIOS


Maçons da Loja Gaúchos Templários e do Piquete 
Fraternidade Gaúcha 

O Acampamento Farroupilha é algo sensacional. Tenho ido durante o dia para avaliações de projetos culturais e fico impressionado com o número de crianças visitando o parque. 

Ali se mesclam pessoas de todo o porte. Ontem, avistei jogadores do Grêmio no Piquete Tricolor dos Pampas, Japoneses de quimonos em um galpão que não lembro o nome e, também ontem, o Piquete Fraternidade Gaúcha juntamente com a Loja Maçônica Gaúchos Templários, contando com as ilustres presenças do Grão-mestre Celito Cristófoli e do Grão-mestre Adjunto Marcus Vinícius Bortolotto, realizaram uma Sessão em pleno acampamento, revivendo os maçons farrapos que faziam suas Sessões no entremeio das batalhas. 

Já hoje ao meio dia diversos idosos que são atendidos pela SPAAN bem como dezenas de colegiais estiveram almoçando em nosso galpão. 

Vida longa ao Acampamento e a diversidade que se mescla em função do 20 de setembro.       

Idosos atendidos pela SPAAN e colegiais 
almoçando hoje (dia 14) no galpão do Fraternidade Gaúcha.