"TEU PRESTÍGIO É PROPORCIONAL A TUA CONDUTA"

Léo Ribeiro


RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA

quarta-feira, 3 de agosto de 2022

VOLTANDO AS ORIGENS

 


Após muitos anos envolvido com o Ronco do Bugio, de São Francisco de Paula, aonde, nestas 29º edições, por paixão ao evento fiz de tudo um pouco pois fui avaliador 14 vezes (acho que é um recorde no RS), criei 16 capas, coordenei em 7 oportunidades e ainda escrevi um livro sobre o festival, neste ano, embora convidado a participar, resolvi ficar de fora da organização. Meu desejo era ir lá, dar uma bombeada de longe, tomar uma gelada escorado no balcão, sem o estresse normal de quem participa. Muitos amigos pedindo vasa para shows, outros tantos reclamando por diversos motivos, e assim vai.... 

No máximo que aceitei, a pedido da Secretária de Cultura, Desporto e Turismo, foi ministrar uma palestra de forma voluntária em um seminário sobre o ritmo e o festival, evento que vai acontecer paralelamente.  

Contudo meu amigo José Claro, o Zezinho do Grupo Floreio, tinha uma letra minha que ele guardava há mais de 4 anos esperando a oportunidade de, no dia que eu me afastasse, mandar para o Ronco. Também o Bira (Ubiratã) lá de São Chico, um guri humilde, bom gaiteiro, e que está começando sua vida artística, me pediu uma composição e tivemos a felicidade de ver classificadas as duas marcas. Com tanto tempo tropeando a gente aprende o caminho menos pedregoso. 

Na verdade relutei um pouco em concorrer devido a minha forte identidade com o festival mas, em contrapartida, penso que não posso ser penalizado por ter ajudado por tantos anos esta festividade, mesmo porque sou talhado como compositor. E se, desta forma, com minha modesta participação, puder cooperar para a grandeza do festival, melhor ainda.   

Volto então às minhas origens quando, a partir do 2º Ronco, comecei a participar concorrendo. Para mim pouco importa ser premiado ou não. Isto são circunstâncias do jogo e tem muita gente capacitada. Até porque minha música de maior sucesso (Brasil de Bombachas) participou de um Ronco e não ganhou prêmio algum. 

Em suma tento me afastar do Ronco (do Bugio) mas o Ronco não se afasta de mim. Total, quem nasceu para tatu há de morrer cavocando. 

Parabéns a todos os participantes e que vença quem for merecedor.